Encontrar determinada data

Como encontrar Satélite Fotos de uma determinada data e hora Imagens de satélite pode fornecer um olhar interessante em diferentes localidades , tanto como eles são no presente e como eles descansaram historicamente . Tenho esse código que ele verifica sem tem uma determinada string dentro da outra,o problema é eu quero que ele verifique sem tem um determinado nome dentro do texto em que eu digitar e faça uma determinada ação.Ex:Ver se tem a palavra 'Enzo' e se tiver escrever algo na tela. Suponha que você tenha uma planilha com alguns dados, como itens de uma compra e o valor e queira encontrar o valor que pagou na última vez que comprou um determinado item: Nesse exemplo, se eu procurar por “Caneta” a função deve retornar o valor “R$ 2,50”. 1) Como Encontrar a Data de Emissão do Cartão Cidadão ? O Cartão do Cidadão não tem exposta sua data de emissão. Apenas sua Data de Validade. Muito recentemente o governo português começou a emitir Cartões do Cidadão com validade de 10 anos. Então é necessário que você saiba se o seu cartão foi emitido com validade de 5 ou 10 anos. – SERVIÇO 01 / DATA XX/XX / SOLICITANTE YY – SERVIÇO 02 / DATA XX/XX / SOLICITANTE II – SERVIÇO 03 / DATA PP/PP / SOLICITANTE ÇÇ – … Lembrando que já tenho uma outra planilha, que usamos como banco de dados, mas aplicamos a função PROCV, portanto, ela só nos mostra uma linha dos dados relacionados a determinada loja. Tão essencial quanto aprender a falar em público, a dirigir, a ler, é o fato de aprender a trabalhar com os recursos tecnológicos, ou seja, a informática.. Se o seu desejo é de aprimorar os seus conhecimentos nessa área, veja aqui o que você precisa fazer para dominar de vez o seu computador! Preciso encontrar uma determinada linha do meu DataSet onde o valor de um campo, que não é primary key, seja igual ao valor de uma variável. Existe algum método mais direto como as funções Contains() ou Find(), padrões já do DataSet? Obrigado pela ajuda. Israel Aece 2005-07-28 14:01:07 UTC. Como Encontrar a Data de Publicação de um Site. Citar um site na sua pesquisa acadêmica ou ensaio pode ser trabalhoso e potencialmente frustrante, mas existem algumas técnicas para encontrar a data de publicação correta. Para encontrar a... Ao invés de preenchermos uma data determinada para a final, podemos utilizar uma variação, fazendo com que o Excel descubra seu tempo de vida até a data atual. Ou seja, cada vez que um dia ... 16/12/2013 15h27 - Atualizado em 08/07/2014 10h42. Como visualizar versões antigas de sites e encontrar páginas fora do ar

Cupom de Desconto Americanas Primeira Compra

2020.08.27 21:00 DescontosTop Cupom de Desconto Americanas Primeira Compra

Cupom de Desconto Americanas Primeira Compra

Cupom de Desconto Americanas Primeira Compra
O cupom de desconto Americanas para primeira compra é uma espécie de boas vindas, concedida pela empresa aos novos clientes. Detalhe interessante é que na Americanas, este tipo de benefício normalmente também é estendido a clientes que não fazem pedidos na loja há mais de 12 meses.
Como os nossos leitores costumam solicitar informações sobre os cupons de primeira compra na Americanas, resolvi criar este post com as principais explicações sobre o tema.

Cupom de Desconto Americanas Primeira Compra

Primeiramente, é importante que você saiba o que é um cupom de desconto Americanas. Trata-se de um código promocional que permite economizar na compra de diversos produtos da loja virtual.
Como já expliquei acima, no caso do cupom de primeira compra, o desconto é válido para quem nunca comprou no site ou para quem já comprou, mas não faz um pedido na loja há mais de 12 meses.
Este tipo de cupom costuma ter um valor de desconto baixo, podendo ser de R$ 20,00, por exemplo. Então, dependendo do item que você for comprar, às vezes vale mais a pena aproveitar outro cupom de desconto da Americanas para conseguir economizar mais.

Cupom Americanas Primeira Compra

Muitos consumidores já entenderam a dinâmica do mercado, então antes de fazer a primeira compra em uma loja, pesquisam em sites de cupons como o Descontos Top ou até mesmo no Google, combinando o nome da loja ao termo primeira compra.
Exemplo de pesquisa feita pelos nossos usuários: cupom Americanas primeira compra.
Se você fez uma pesquisa como essa, tem grande chance de economizar aqui no Descontos Top, pois a Americanas tem deixado ativo um cupom de primeira compra.

Onde Conseguir Cupom Americanas Primeira Compra?

Aqui no Descontos Top! No nosso site você encontra todos os cupons disponíveis para usar na Americanas, inclusive os cupons para primeira compra. Basta acessar a página de cupom de desconto Americanas e conferir quais são os cupons válidos no momento.
Os cupons válidos são aqueles descritos como “validade indeterminada” ou “expira em determinada data”. Portanto, ao utilizar um cupom que contém essas informações você tem a certeza de usar uma oferta válida.
Já os cupons identificados como “expirado”, teoricamente não funcionam mais, porém há uma remota chance de a loja voltar a aceitá-los, sem nos avisar. Então você também pode tentar usar os cupons expirados, mas saiba que a probabilidade de ter sucesso é remota.
Aliás, caso não encontre um cupom específico para a sua primeira compra, não deixe de aproveitar outros cupons da Americanas. Inclusive, existem várias promoções que concedem mais desconto que o cupom de primeira compra. Vale a pena conferir!
submitted by DescontosTop to u/DescontosTop [link] [comments]


2020.08.07 17:55 inv3stbr [OPÇÕES] O guia definitivo (de como perder dinheiro)

[OPÇÕES] O guia definitivo (de como perder dinheiro)
Salve cambada. Diretasso vejo gente pedindo ajuda para entender opções aqui no sub, e na versão mais retardada e corna do sub (investimentos). Então decidi explicar tudo o que você precisa saber sobre opções. Esse post é pra você preguiçoso do kct. Então bora, segue o índice:

  1. O que são opções;
  2. Calls e Puts;
  3. Como são precificadas;
  4. As Gregas.
  5. Como perder dinheiro; [PRÓXIMO POST]
  6. Como perder dinheiro pra krl; [PRÓXIMO POST]
  7. Como ganhar (???) [PRÓXIMO POST]

O que são opções

Opções são contratos. O vendedor, também chamado de lançador, tem o dever de cumprir o contrato, desde que o comprador das opções opte por exercer seu direito até determinada data. E é dai que vem o nome dessas girombas arrombadoras de pf.
Ta mais e ai? Continuando: a B3 oferece dois tipos de opções, as americanas e as europeias. Se você pensou que a diferença fosse a quantidade de pelos e a qualidade da cerveja, errrrrrouuuuu. As opções americanas permitem que o comprador exerça seu direito em qualquer momento (a partir do próximo dia útil a compra das opções) até a data de vencimento. Já as europeias, apenas na data de vencimento.
Todos os meses, na terceira segunda-feira, existe o vencimento de opções - ou no próximo dia útill caso haja feriado. Detalhe: as opções não são negociadas na data de vencimento, mas como dito, os compradores podem exercê-las. Ainda não ficou claro? Segue o fio.

Calls e Puts

A B3 disponibiliza dois tipos de opções, de compra e de venda. As opções de compra (carinhosamente chamadas de calls) nada mais são do que um contrato que da direito ao comprador de comprar o ativo subjacente a determinado preço (strike) até determinada data (vencimento) do lançador das opções. Exemplo:
Comprei 100 opções de compra VVARH250 por 0.06 reais cada (n ta fácil pra ngm kkk). O strike dessa opção é de 25 reais e o vencimento em 17/08. Portanto, até o dia 17/08 eu tenho o direito de exercer a opção de compra de VVAR3 por 25 reais. Se VVAR3 ir pra 27 reais, eu ganho 27 - 25 - 0.06 = 1.94 por ação. O cara que me vendeu tomou no cu.
As opções de venda, conhecidas como puts, dão o direito ao comprador de vender o ativo subjacente a determinado preço até certa data. Exemplo:
https://preview.redd.it/305fuoz6rlf51.png?width=639&format=png&auto=webp&s=a99a1311da6f3da20c0149f47c198f9496976d69
Comprei VVART190 por 0.59 reais. O strike da opção é 19. Ao comprar a put eu tenho o direito de vender VVAR3 por 19 reais até a data de vencimento 17/08. Se VVAR3 vai pra 17 reais, eu tenho o direito de vender por 19, ganhando (19 - 17 - 0.59) por ação.
https://preview.redd.it/xzg6kez1rlf51.png?width=631&format=png&auto=webp&s=97934355c93464fa1aebe18177b830286aad6024

Como são precificadas

São vários os métodos de precificação. Além do tarô, dardos e chutômetro, uma forma conveniente de precificação é Black-Scholes. Que porra é essa? Se você pensou que fosse uma marca de vape: vntc. É um modelo de precificação de opções. Ele assume uma série de premissas (algumas não tão válidas) na precificação das opções, mas servem como base e é amplamente utilizado pelo mercado.
O valor de uma opção depende de basicamente 5 fatores: i) tempo restante até o vencimento; ii) o preço do ativo hoje; iii) o strike; iv) risk free; v) volatilidade.
E ai doente, como eu uso isso? Você pode colocar as fórmulas no excel ou usar alguma calculadora online para calcular pra você o preço justo de uma opção, por exemplo.
Nem sempre (ou quase nunca) o preço de uma opção vai ser igual ao valor que você vê no seu HB. Por quê? Porque seu preço depende de outros fatores. Você quase nunca quer compravender um ativo pelo seu valor justo. Se você está comprando, quer mais barato, vendendo, quer mais caro. Simples.
Quando a realidade não se encaixa no modelo você altera o que? A realidade, obviamente. O único parâmetro não consensual é a porra da volatilidade do ativo. Quanto maior a volatilidade, maior será o preço da opção. E é ai que entra a volatilidade implícita, conhecida como IV (não é um quatro, seu animal). Para um dado preço de opção, podemos encontrar qual a volatilidade que estão usando para precificar, por isso implícita.
Você "paga caro" uma opção, se a IV dela estiver muito acima da volatilidade que você espera. As duas opções usadas como exemplo estão com IV próximo de 70% anualizado. Zoadasso.

As Gregas

Infelizmente não estou falando das loirinhas. As Gregas, como são conhecidas, são medidas de sensibilidade do preço da opção em relação a alguns fatores. Assumindo que a opção é precificada utilizando BS, elas podem ser calculadas facilmente.
Delta: a amante, as vezes ajuda e as vezes te fode. Nada mais é do que a sensibilidade do preço da opção em relação ao preço do ativo subjacente. Exemplo. Se a ação subiu 10 centavos e a opção de compra subiu 5, seu delta é 0.5. Ao comprar um ativo ou uma opção de compra, você está delta positivo. Ao comprar uma put ou shortear um ativo, você está delta negativo.
Gamma: a Sogra. É a segunda derivada em relação ao preço do ativo subjacente. Como assim, nem sei o que é derivada porra? Basicamente diz o quão estável é o delta dessa opção.
Vega: a namorada. A segunda grega mais importante, na minha opinião. Ela mede o quanto varia o preço da opção com uma varição em sua IV. Ou seja, se todos os fatores permanecerem constantes, mas houver um aumento da IV, o preço da opção sobe.
Theta: a esposa. A greguinha mas comedora de cus. Ela mede o quanto varia o preço de uma opção com o passar do tempo. Inimiga dos comprados e é bem fdp... pergunta pra quem encheu o cu de call de cogna semana passada kkk #Caféco #M #Ferri #CVM
Rho: o Haddad, um poste indiferente. Uns dizem que tem efeitos, outros dizem que não. De qualquer forma, mede a sensibilidade em relação a taxas de juros.
submitted by inv3stbr to farialimabets [link] [comments]


2020.07.28 15:08 nuke_ur_acc_every6mo Eleições americanas, big brains bigger mouths, R v Dudley and Stephens, uma consulta à comunidade

Um caso famosíssimo paradigmático sobre os limites morais do homicídio é o caso R v Dudley and Stephens -- também conhecido como "lifeboat case".
Essencialmente é uma questão em torno de se é moralmente válida a relação contratual contraída sem vício de vontade que pode exigir como prestação o sacrifício da própria vida.
Se duas pessoas quiserem jogar truco valendo o toba ou roleta russa valendo dez pila, elas podem? Entrando no jogo, podem desistir quando estiverem na iminência de perder?
Esse tópico carrega uma proposta pra moderação: criar um tópico onde a comunidade pode colocar o toba na reta.
Como inicial sugiro "eleição americana a 3 de novembro: quem vence o colégio eleitoral?" e aos que errarem o resultado, o simbólico "homicídio" da rede de opiniões -- um ban permanente de participação daquela conta (handle, tag, username) no sub.
Antecipo questões razoáveis:
  1. Isso não é uma medida autoritária que mancharia a imagem do único sub livre das américas?
Não. Repare que ninguém será OBRIGADO a participar do tópico. É uma decisão que o usuário toma no santuário imperturbável de sua consciência, perfeitamente ciente das consequências.
  1. Essa regra especial não tem o potencial de limitar a participação e interação dos usuários do sub em dividir suas opiniões?
Não. Essa regra teria validade limitada em escopo para o tópico em questão. O tópico, inclusive, não precisa conter nenhuma discussão ou intercâmbio de ideias que podem encontrar guarida tranquilamente em outros tópicos. Esse tópico será destinado àqueles que quiserem manifestar suas "apostas" e estiverem confiantes das suas crenças. Pode, inclusive, estimular uma cultura de responsabilidade e fidelidade para a participação no sub de agora em diante.
  1. Emitir uma opinião errada e ser banido do sub é a definição de censura!
Não. Em primeiro lugar, o ban permanente é restrito à conta do reddit (handle, tag, username, como quiser chamar). Ele não será estendido à pessoa que opera a conta e portanto não será aplicada a regra de evasão de ban a quem tiver a conta banida por esse instrumento e tornar a participar do sub. Pessoas veiculam opiniões e portanto pessoas são passíveis de censura. Usernames são meramente ferramentas. O propósito aqui é educativo, bragging rights, azucrinar, aloprar, como quiser entender. E, reitero, a participação em novas contas é estimulada, afinal, em se realizando o propósito educativo, os participantes retornarão ao sub "mais educados".
  1. Como garantir que a participação no tópico se deu com a propriedade devida para garantir a vinculação ao "contrato"?
A suposição aqui é que se você tá usando reddit você é grandinho pra celebrar seus contratos. É possível estudar junto com a moderação alguma espécie de confirmação: responder ao próprio comentário com o seu username ou outra coisa para garantir que houve reflexão e que a pessoa está postando na conta correta.
  1. Como garantir que edits ou contas deletadas não escapem ao propósito educativo?
A conta deletada por óbvio não participará mais do sub de qualquer forma, de modo que o cumprimento do contrato fica prejudicado. Já quanto a edits, é possível estabelecer regra que permita edits até uma determinada data limite, seja anterior à eleição, seja posterior ao comentário, ambos ou ainda que qualquer edit enseje o ban permanente (no take-backsies policy).
  1. Por que a moderação precisa se envolver nisso afinal? Não podem os usuários celebrarem esses termos e aposta entre si?
A opção de usar a moderação como intermediador cabe de dois pontos principais: i) somente a moderação pode efetivamente banir um username de participação no sub. A promessa de "deixar de participar naquela conta", ainda que entre usuários honestos promova o mesmo resultado, não é o mesmo que banir do sub e limita o potencial educativo do experimento porque limita a publicidade ao usr das ferramentas de auditoria dos modlogs públicos; e ii) para o caso de um usuário desonesto que não intente cumprir o contrato, a medida de ter um intermediador que garanta o cumprimento evita uma situação onde, pelo direito, um usuário poderia doxxar outro, invadir sua residência/equipamentos e deletar a conta.
  1. Essa ideia é estúpida: não ganho nada se acertar e sou banido do sub se perder.
Desperte seu lado adrenaline junkie! Ademais, você ganha o carteiraço pra dizer que é big brain em contraste com os smol brain big mouth. A gente se xinga pra caralho aqui. Coloca seu desafeto love-hate nessa sinuca de vale toba. E finalmente, reciclar as contas é sempre bom. Repara na quantidade de "cancelamento" que acontece por todo o lugar afetando a vida profissional das pessoas -- e que só tende a escalar no Brasil até 2022.
submitted by nuke_ur_acc_every6mo to brasilivre [link] [comments]


2020.07.23 10:48 diplohora Bruno Rezende : meus estudos para o CACD Parte IV - SUGESTÕES DE LEITURAS pt4 HBR

HISTÓRIA DO BRASIL16
16 Sugiro estudar ao menos um pouco História do Brasil e História Mundial antes de começar a estudar Política Internacional, por motivos óbvios. Vale dizer que boa parte da bibliografia de História Mundial pode, também, ser válida para os estudos de política internacional (vide Guia de Estudos).
- Apostilas “Anglo Vestibulares” (para História do Brasil, ler as duas apostilas da matéria na íntegra, com menos ênfase no período colonial): peguei as apostilas do 3º ano do ensino médio do sistema de ensino Anglo (série Alfa) de meu irmão. São quatro apostilas finas (no total, devem ter umas 300 páginas de Brasil e 100 de Mundial, se contar apenas após o Iluminismo). Inicialmente, peguei as apostilas para uma revisão inicial da matéria, mas devo dizer que fiquei impressionado com a qualidade e com a quantidade de informações que eu não havia achado em nenhum outro lugar. Acho que ninguém gosta de ler livros de História que divagam e que, embora bons em algumas partes, também têm alguns capítulos chatos e nem sempre muito interessantes. Inicialmente, achei que as apostilas fossem ser bem gerais (como são, geralmente, os estudos de ensino médio), mas elas me surpreenderam pelo poder de concisão e, ao mesmo tempo, por possuírem muitas informações boas. O mais interessante é que, por se tratar de apostilas voltadas para a revisão de vestibulandos, elas não incluem coisas mais gerais e de que toda pessoa ensinada tem conhecimento; são concisas e informativas. Eu grifava quase tudo dos capítulos. Em História do Brasil, fiz o teste e li determinadas matérias (Colônia e I Reinado) nas apostilas e comparei com a leitura do Boris Fausto (descrição a seguir). Para minha surpresa, a apostila, nessas partes, tinha mais informações e era mais interessante para o que CACD pede que o Boris Fausto. Resultado: fiz o que, para muitos, seria considerado um crime e abandonei o Boris Fausto. Não sei se dei sorte, porque não se cobrou História pura na terceira fase, apenas história da política externa. Possivelmente, os conhecimentos que deveriam haver sido apenas introdutórios foram suficientes, justamente, porque foram introdutórios à matéria de História da política externa, que estudei por outras obras (indicadas a seguir). De todo modo, eu não poderia deixar de fazer a indicação. As apostilas est~o disponíveis para download no “REL UnB”.
- História do Brasil (Boris Fausto): Cuidado! Não é História Concisa do Brasil, é só História do Brasil. Lançaram essa concisa (até constava na bibliografia dos Guias de Estudo, quando ela ainda existia), mas, segundo informações de professores de cursinho, não é boa, há cortes mal feitos e muita coisa fica de fora. O História do Brasil é, dizem, melhor. Para ser bem sincero, li só até meados do Império, que foi o tempo de descobrir as apostilas do Anglo. Depois disso, não toquei mais no livro do Boris Fausto. De qualquer modo, é bastante importante e bem recomendado.
- História da Política Exterior do Brasil (Amado Cervo e Clodoaldo Bueno): leitura completa obrigatória, um dos mais importantes de toda a bibliografia. Leia atentamente, faça resumos, fichamentos, mapas mentais, o que puder ajudar a gravar o máximo de informação possível. Ajuda em Política Internacional também. Na prova da terceira fase de História do Brasil de 2011, as quatro questões foram sobre história da política externa brasileira.
- Manual do Candidato: História do Brasil (Flávio de Campos e Míriam Dolhnikoff): já ouvi falarem muito mal dele, mas achei interessante, principalmente por duas razões. Em primeiro lugar, os capítulos são divididos por temas de maneira bastante útil (economia; sociedade e cultura; política externa etc.), o que facilita na complementação de estudos em temáticas que você não encontrou muito bem trabalhadas em outras fontes. Em segundo lugar, relacionado ao primeiro, só no manual achei itens mais pontuais referentes aos tópicos “sociedade e cultura”, que eu n~o havia encontrado, de maneira mais simples e sistematizada, em outras obras. Recomendo o possível uso desse manual como complemento a seus estudos de História do Brasil, especialmente das partes que você n~o encontrar em outras bibliografias (como “sociedade e cultura”, em meu caso). Além disso, há boas sugestões de leituras (tanto de bibliografia básica quanto de bibliografia complementar) ao final de cada capítulo do manual. Apesar de ser um manual massacrado por alguns, eu não o dispensaria. Não aconselho, entretanto, que se faça uso desse manual como leitura introdutória. Acho válido ler outras bibliografias de caráter mais geral primeiramente.
- Navegantes, Bandeirantes, Diplomatas (Synesio Sampaio Goes Filho): eu havia lido na Universidade e tinha um resumo muito bom dele (encontrado na internet), então só estudei pelo resumo mesmo. De todo modo, é bem curto e excelente livro sobre a formação territorial do Brasil, assunto recorrente do CACD. Vale a pena a leitura atenta, tomando notas acerca dos principais tratados de limites (nomes, datas, negociadores e o que mudou para o Brasil com cada um). Cobre praticamente todo o primeiro tópico de História do Brasil (só n~o digo “todo” porque, embora eu não saiba o quê, alguma coisa deve ter ficado de fora, nada na vida é tão fácil assim) e é fundamental para o concurso (matéria frequente da primeira e da terceira fases). Um resumo que encontrei na internet est disponível para download no “REL UnB”.
- Formação da Diplomacia Econômica do Brasil (Paulo Roberto de Almeida): o livro é bem grande, com muitos detalhes, então o que interessa são aspectos mais gerais. Usei apenas algumas poucas páginas, para suprir alguns pontos de política econômica no século XIX (tratado de 1827 com a Inglaterra, leis tarifárias pós-Alves Branco e tratado Blaine-Mendonça), mas pude ver que há muita coisa interessante para o estudo de História do Brasil de uma maneira geral também (para isso, atenção aos quadros das páginas: 54-56; 547-550; 579-591; 605-611; 627-628 – podem ser bons resumos não só para temáticas econômicas). Sugiro dar uma folheada, se você tiver tempo.
- Formação do Brasil Contemporâneo (Caio Prado Jr.), História Econômica do Brasil (Caio Prado Jr.) e Formação Econômica do Brasil (Celso Furtado): também estão na leitura recomendada para Economia e já caíram como leitura obrigatória de Português na segunda fase. São livros importantes sobre história econômica brasileira, e, mesmo que não leia os livros (só os li na universidade; para o concurso, li apenas resumos), pode ser interessante saber o argumento principal do autor e algumas características mais gerais. Acho que um resumo bom pode ser a solução, uma vez que colônia não é a temática principal nem da prova de História do Brasil, nem da de Economia.
- Raízes do Brasil (Sérgio Buarque de Holanda): também recomendado para a segunda fase, embora o cerne da atenção seja outro. É um livro curto e tranquilo de ler, mas nada que um resumo bom não possa ajudar com os principais argumentos. Acho que a relevância, em História do Brasil, talvez esteja mais em fornecer eventuais ilustrações e argumentos de autoridade para a terceira fase que na história presente no livro (com a ressalva de que, nos últimos anos, a possibilidade de usar qualquer coisa de História na terceira fase que não envolva política externa ter sido progressivamente reduzida). O prefácio da 26ª edição, de autoria de Antonio Candido, já serve como bom fundamento nesse sentido (“O Significado de ‘Raízes do Brasil’”, disponível para download no “REL UnB”).
- Casa-Grande & Senzala (Gilberto Freyre): acho que não vale a pena a leitura, principalmente por questões de tempo e de possíveis benefícios em termos de aproveitamento no concurso. Um resumo bom das principais ideias do livro pode ser suficiente (mesmo assim, acho que não vale muito a pena para a terceira fase, pode ser mais útil na segunda).
- Os Donos do Poder (Raymundo Faoro): também n~o li. H resumo no “REL UnB”.
- Introdução ao Brasil: um Banquete nos Trópicos – 2 volumes (Lourenço Dantas Mota): essa obra será, também, útil para seus estudos de Literatura. Não li para a primeira fase, e não me fez falta. Para a terceira, talvez possa ser importante, mas não li. Para a prova discursiva de História do Brasil, destacaria os capítulos:
· Volume 1: “Formaç~o do Brasil Contempor}neo”, “Formaç~o Econômica do Brasil”, “Os Donos do Poder”, “Conciliaç~o e Reforma no Brasil” e “A Revoluç~o Burguesa no Brasil”.
· Volume 2: “D. Jo~o VI no Brasil”, “A América Latina: Males de Origem”.
- A Construção da Ordem/Teatro das Sombras (José Murilo de Carvalho): juntamente com Os Donos de Poder, são importantes obras para o concurso, mas, como não tive tempo de ler, peguei resumos e acredito que foram suficientes. Acho que o principal desses autores é pegar alguns argumentos centrais que podem ser usados como argumento de autoridade na prova da terceira fase. Os resumos est~o no “REL UnB”.
- A Formação das Almas (José Murilo de Carvalho): a recomendação que recebi é que um resumo poderia substituí-lo, e foi isso o que fiz. Resumo no “REL UnB”.
- Maldita Guerra (Francisco Doratioto): além de o Doratioto ser membro da banca corretora da terceira fase (e professor do Curso de Formação do IRBr), é um livro sobre temáticas muito importantes. Como não tinha tempo, estudei os tópicos referentes a esse livro em outras obras mais sucintas. Li apenas o capítulo 1 (“Tempestade no Prata”) para a terceira fase, como recomendação do professor do cursinho, mas nem é muito bom. Muito melhor que esse capítulo é o artigo “O Império do Brasil e a Argentina (1822-1889)”, do próprio Doratioto [Revista do Programa de Pós- Graduação em História da UnB, Vol. 16, No 2 (2008)]. Aproveitando a temática das relações Brasil- Argentina, sugiro o artigo “Relações Brasil-Argentina: uma anlise dos avanços e recuos”, de Alessandro Warley Candeas [Revista Brasileira de Relações Internacionais 48 (I): 178-213 (2005)]. Esses dois artigos est~o disponíveis no “REL UnB”.
Podcast sobre a Guerra do Paraguai: http://www.radioponto.ufsc.bindex.php?option=com_content&view=article&id=903:tempestade
-no-prata&catid=6:radiojornalismo&Itemid=31
Os livros a seguir são recomendações que recebi e recolhi na Internet, embora eu não tenha feito uso de nenhum deles em minha preparação.
- A História do Brasil no Século 20 (Oscar Pilagallo/Folha de São Paulo) - cinco pequenos livros. Já vi recomendações de que é boa (e curta) fonte de revisão, especialmente para a primeira fase.
- A Idade de Ouro do Brasil (Charles Boxer): sobre Brasil colônia. Não sei se vale muito a pena, o que se tem cobrado do assunto é bem superficial, e um livro geral e básico pode resolver o problema.

- A Identidade Nacional do Brasil e a Política Externa Brasileira (Celso Lafer)

- Autonomia na Dependência (Gerson Moura)
- Cronologia das Relações Internacionais do Brasil (Eugênio Vargas Garcia)
- Da Monarquia à República (Emília Viotti da Costa)
- Dicionário de História do Brasil (Moacyr Flores)
- Diplomacia Brasileira (Lampreia)
- História do Brasil: uma interpretação (Carlos Guilherme Mota)
- História Geral do Brasil (org. Maria Yedda Linhares): ler apenas o capítulo sobre o Império.
- Os Sucessores do Barão (Mello Barreto)

- Relações Internacionais do Brasil: de Vargas a Lula (Vizentini)

- República Brasileira (Lincoln de Abreu Penna): apenas até o fim da Era Vargas.
- Rio Branco: o Brasil no mundo (Rubens Ricupero): pequeno livro sobre o Barão do Rio Branco. Não li, mas acho que pode ser interessante (é bem curto também). Esqueça a biografia do Álvaro Lins, sem utilidade prática para o concurso. Não li nada sobre o Barão que não estivesse no livro de Amado Cervo/Clodoaldo Bueno.
- Sessenta Anos de Política Externa Brasileira (1930-1990) (orgs.: José A. G. Albuquerque, Sérgio
H. N. de Castro e Ricardo A. A. Seitenfus)
- Trajetória Política do Brasil (Francisco Iglesias): segundo recomendações, é um resumo bom de todo o assunto de História do Brasil e pode servir como revisão antes da primeira fase.
- Uma História do Brasil (Thomas Skidmore)
HISTÓRIA MUNDIAL
- Apostilas “Anglo Vestibulares” – já descritas acima. As apostilas estão disponíveis para download no “REL UnB”. Para História Mundial, ler a partir de “Iluminismo”.
- História das Relações Internacionais Contemporâneas (José Flávio Sombra Saraiva): li na Universidade e para o concurso. O engraçado é que, quando o li na Universidade, tendo aula com o próprio Saraiva, não gostei do livro e não cheguei sequer a ler os últimos capítulos. Quando fui ler para o concurso, achei bom. Apesar de não ser completo, acredito ser boa introdução para quem está meio enferrujado no assunto ou, ainda, boa revisão de tópicos gerais para quem já estudou alguma coisa. Recomendo.
- O Mundo Contemporâneo (Demétrio Magnoli): é de Ensino Médio, mas é sensacional. Ótima introdução ao tema. Tanto para PI quanto para HM, é um dos melhores e mais importantes para o concurso. Leia a partir do capítulo 3. Sugiro que você, à medida que ler o livro, faça anotações de tópicos e de datas mais importantes (podem ser muito úteis para a revisão às vésperas da primeira fase). É mais voltado para o período após o início da guerra fria, mas há alguma coisa sobre o período anterior a esse também. De qualquer forma, isso significa que outras leituras em temas não contemplados aqui, como Revolução Francesa e Revolução Industrial, por exemplo, são fundamentais. Para cobrir essa parte da matéria, sugiro o volume 2 do História da Civilização Ocidental, do Burns (citado abaixo).
- História da Civilização Ocidental (Burns, volume 2): não li por falta de tempo, mas já ouvi comentários de que é melhor e mais didático que os livros do Hobsbawm (descritos abaixo). Como é um livro antigo, é necessário complementar com outras leituras. O Mundo Contemporâneo pode fazer isso muito bem. Se tiver tempo, é uma leitura bastante recomendada.
- Manual do Candidato: Política Internacional (Demétrio Magnoli): é bem geral e não passa nem perto de falar sobre todos os temas. Incluí o Manual do Candidato: Política Internacional aqui na lista de livros de História Mundial pela simples razão de o livro ser quase todo igual (ou, para não dizer “igual”, ao menos muito semelhante) ao O Mundo Contemporâneo. Há partes que são simplesmente idênticas (apesar de o autor mudar os nomes dos capítulos). A dica, portanto, é comparar os conteúdos, para ver o que é novidade e o que não é. Preferi O Mundo Contemporâneo (ler apenas do capítulo 3 em diante). O manual possui alguns erros (especialmente, de datas), mas nada que não possa ser facilmente detectado por um leitor atento (e que saiba um pouco de História, obviamente) ou que comprometa o livro como um todo. Se não tiver acesso ao O Mundo Contemporâneo, o manual não é de todo ruim.
Obs.: não confundir! Há outro manual mais novo, de autoria de Cristina Pecequilo, que está descrito abaixo, na parte de Política Internacional.
- Manual do Candidato: História Mundial (Vizentini): sabe aqueles livros que dão vontade de chorar e de abrir o Word, para fazer todas as doze milhões e quatrocentas mil correções de Português necessárias? Então, aqui está um prato cheio. Tenho amigos que começaram a ler e não conseguiram terminar. Não sei como eu resisti até o final, mas devo dizer que está longe de ser uma leitura prazerosa ou primordial. Passe adiante!
- História da Paz e História da Guerra (org. Demétrio Magnoli): os livros são, de maneira geral, bons e rendem boas anotações, embora não sejam imprescindíveis. O História da Guerra está disponível para download no “REL UnB”.
- As “Eras” de Hobsbawm: não li nada do Hobsbawm. Para falar a verdade, só para não dizer que não li nada, li dois trechos curtos de capítulos, sobre Revolução Mexicana e sobre a Revolução Russa de 1905. Foi o suficiente para decidir não ler mais nada. Mil desculpas aos amantes da História e do Hobsbawm, mas cheguei à conclusão de que não tinha tempo para gastar com capítulos longos e, muitas vezes, com informações desnecessárias (ou até mesmo sem as informações que, para o concurso, realmente importam, haja vista a parte de Revolução Mexicana, que não fala nada com nada). Aí alguém diz “mas havia um item em 2011 que era praticamente cópia do Hobsbawm”, e respondo: 1) acho pouco provvel que alguém consiga decorar detalhes como os que foram pedidos; 2) a questão foi tão mal feita que, apesar de ser quase a cópia do livro, copiou errado, e o gabarito ficou errado (ou seja, se a prova fosse de consulta, é provável que eu errasse a questão – pode ser que eu seja muito burro para entender o Hobsbawm também, mas não consegui entender de onde a banca tirou o gabarito louco a questão). Se você fizer muita questão de ler o Hobsbawm, mas muita questão mesmo, sugiro que leia apenas a Era dos Extremos. Se, ainda assim, você quiser ler e fichar todos os quatro livros, saiba que estará perdendo tempo. Todas as “Eras” est~o disponíveis para download no “REL UnB”. Reproduzo, a seguir, uma indicação de leituras que achei na internet, para aqueles que querem ler o Hobsbawm de qualquer maneira. Não sei se a seleção de capítulos é boa, se é muita leitura (provavelmente, sim) etc. De qualquer forma, aí vão os capítulos recomendados no blog “Estudos Diplomticos”:
- Era das Revoluções: cap. 1 a 3, 6, 7, 16;
- Era do Capital: cap. 1, 5, 6, 9, 12 a 16;
- Era dos Impérios: cap. 3 a 6, 9 a 13;
- Era dos extremos: cap. 1 a 8, 11 a 13 e toda a parte III.
- O Longo Século XX (Giovani Arrighi): Só li na universidade, não para o concurso. A recomendação é ler apenas os capítulos 1 e 4 (obviamente, ponderando, de acordo com o edital, o que é realmente importante nesses capítulos). Não acredito que seja indispensável.
- Ascensão e Queda das Grandes Potências (Kennedy): Só li na universidade, não para o concurso. A recomendação é ler apenas os capítulos 4 a 8. Não acredito que seja indispensável.
- Diplomacia (Kissinger): Só li algumas partes na universidade, não para o concurso. Um professor de História Contemporânea da UnB, ex-professor de cursinho preparatório para o IRBr, recomendou a um amigo a leitura dos capítulos 9, 10, 16, 19, 24 a 30. Não acredito que seja indispensável.
- “Wikipédia”: como tudo na vida, é necessário usar com consciência, mas pode ajudar bastante, especialmente para coisas pontuais. Ainda que, como todo mundo não se cansa de repetir, haja muitos erros (nisso ela não inovou: quantos milhares de erros também achamos nos livros da bibliografia?), acho que, desde que não seja sua única ou principal fonte de conhecimento, pode ajudar bastante em História Mundial.
Outras sugestões que recebi (mas não li nem as obras, nem comentários a respeito delas): História da América Latina (Donghi), História do Capitalismo de 1500 a Nossos Dias (Michel Beaud), Introdução à História Contemporânea (G. Barraclough), The Penguin History of the Twentieth Century: The History of the World, 1901 to the Present (J. M. Roberts), O Século XX (org. Daniel Aarão, 3 vol).
submitted by diplohora to brasilCACD [link] [comments]


2020.05.18 16:43 neropericias Quais profissões estão em alta daqui a 5 anos?

Quais profissões estão em alta daqui a 5 anos?

https://preview.redd.it/7jtpasfkcjz41.png?width=1163&format=png&auto=webp&s=18c2d057d85ed6c5d9442dfc05b72afb4a8ce218
Se você está se preparando para o mercado de trabalho, com certeza precisa saber quais profissões estão em alta daqui a 5 anos. Digo isso, pois, com as altas e baixas nas mais diversas áreas, fica difícil escolher uma área para se especializar ou um curso superior, não é mesmo?
Então veja ao longo desse conteúdo quais são as melhores opções para você investir hoje e, certamente, ter mercado garantido daqui cinco anos, vamos lá!

Especialistas em Big Data


https://preview.redd.it/je40uybmcjz41.png?width=1163&format=png&auto=webp&s=2818317d2fdce780ecfc5517465cbe8115a95671
Se especialistas em Big Data são profissionais essenciais nos dias de hoje, saiba que, em cinco anos, esses profissionais serão ainda mais necessários.
Digo isso, pois, é através do cientista de dados (Nome denominado para profissionais que trabalham com Big Data), que as empresas conseguem processar e, é claro, utilizar, o enorme volume de informações despejados todos os dias na internet.
Caso você não saiba, diariamente, são produzidos cerca de 2500 petabytes, isso é, nada menos, que 2,5 quintilhão de bytes por dia.
Se ainda não se impressionou, saiba que 1 quintilhão de dados é equivalente a: 220 bilhões de músicas ou 153 milhões de filmes.
Se você gostou da ideia de analisar grandes fluxos de dados e ajudar empresas a tirarem o melhor proveito das informações, veja abaixo quais são os pré-requisitos para que você consiga atuar na área:

Conhecimento em áreas exatas e tecnológicas

Aqui podemos citar estatísticas, computação e matemática.

Quanto ganha um especialista em big data?

O salário atual desse profissional possui uma grande variação, de: R$ 2 mil reais podendo chegar a R$ 30 mil reais.
O salário acima com certeza sofrerá alguns reajustes e, em cinco anos, será ainda mais atrativo. Se você estava em dúvida de quais as profissões em alta para 2020, esta é uma delas; tanto para 2020 como daqui há cinco anos.

Engenheiro com foco em Agronegócios

Com certeza os setores de agronegócios estarão em alta daqui cinco anos e, dentre as profissões dessa área, se destaca o engenheiro com foco em agronegócios.
Esse profissional é essencial, pois, é através dele que é possível obter os melhores resultados de produção. Para se ter uma ideia, o engenheiro de agronegócios é responsável por:
  • Gestão e análise do solo
  • Controle de pragas
  • Encontrar a melhor solução de adubagem e irrigação
  • Planejamento do plantio
  • Reprodução/alimentação/abate de animais
  • Encontrar soluções ambientais
O salário desse profissional pode variar de acordo com as atribuições e cargo que o mesmo desempenhar no setor agrícola, mas podemos dizer, com certeza, que a média salarial é de R$ 5 mil reais.
Esta é sem dúvida mais uma das profissões em alta 2020 e que continuará em alta para os próximos 5 anos.

Área de TI

Podemos afirmar que a área de TI e todas as suas subdivisões estarão em alta daqui cinco anos, pois, o mundo caminha, cada vez mais, para tecnologia da informação.
Abaixo segue algumas subdivisões da área de TI:

Infraestrutura

Aqui podemos citar analistas de suporte técnico e, é claro, os administradores de redes.

Software

Na área de software temos os programadores e desenvolvedores.

Banco de dados

Aqui estão os especialistas e administradores de banco de dados
Claro que a área de TI possui ainda mais subdivisões, mas, listamos aqui as que, certamente, serão muito buscadas daqui cinco anos.
Devido a falta de um teto salarial nas áreas de TI, não é possível estipular um valor salarial médio, podemos apenas dizer que esse profissional já está em falta no Brasil e, por esse motivo, os salários estão crescendo cada vez mais.

Gestor de Resíduos

Diferentemente da terceira revolução industrial, quando o foco era a evolução e não o meio ambiente, hoje o mundo olha, primeiro, para o meio ambiente e depois para a indústria, o que levou as empresas a adotarem medidas seguras de operação.
Por esse motivo o gestor de resíduos é o profissional ideal para atender tanto, a demanda pública, quanto privada, buscando soluções que não agridam o meio ambiente. Logo abaixo é possível observar um pouco do que esse profissional faz e o que ele representa para a sociedade em geral:
  • Criar estratégias seguras para destinação de rejeitos residenciais e industriais
  • Criar projetos que possibilitem a transformação do lixo em algo útil
  • Criar medias e planos de ação voltados a redução do descarte incorreto
  • Incentivar a utilização de materiais recicláveis
Se você quer ajudar o meio ambiente, então essa é a carreira ideal para você daqui cinco anos. Lembre-se que os cursos superiores desejados são: Ecologia, Ciência ambiental, geologia, engenharia civil, etc.

Profissionais da área da saúde


https://preview.redd.it/32w277dpcjz41.png?width=1163&format=png&auto=webp&s=26ca52f04b1a73aa122afbd75b06f850351321d1
A pandemia mostrou, sem dúvida, que a área da saúde é defasado e carece de profissionais em todos os setores, desde o técnico em enfermagem até os cirurgiões, clínicos, especialistas, etc.
Portanto, se você deseja uma vaga garantida no futuro, opte por se especializar em algum curso voltado a saúde, como por exemplo:
  • Enfermagem
  • Medicina
  • Técnico em enfermagem
Claro que a faixa salarial irá depender, exclusivamente, da sua formação e, também, a instituição que você irá trabalhar, portanto, escolha com sabedoria.

Desenvolvedor de Software

Investir em cursos superiores na área de desenvolvimento de software é, sem dúvida, uma maneira de garantir um emprego daqui a cinco anos.
Vale ressaltar que, apesar da grande procura por profissionais que possuem curso superior em alguma área da computação, alguns cursos técnicos também podem abrir as portas para entrar para o mundo do desenvolvimento de software e, com o tempo, continuar se qualificando para o mercado de trabalho.
Abaixo segue o salário de desenvolvedor de software:

Quanto ganha um desenvolvedor de software?

Um desenvolvedor de software ganha, em média, R$ 6 mil reais, podendo chegar a R$ 8 mil reais.
Ressalta-se que o salário estipulado acima é o atual, em cinco anos o mesmo estará reajustado e, sem dúvida, será ainda maior.

Empreendedor digital

O empreendedorismo digital nunca para. Pessoas em todo o mundo já ganham muito dinheiro hoje com esse tipo de atividade que consiste, nada menos, que abrir um negócio totalmente online.
Veja abaixo algumas maneiras de ganhar dinheiro na área do empreendedorismo digital:
  • Vender produtos digitais
  • Prestar serviços terceirizados
  • Trabalhar com criação e desenvolvimento
Essas são apenas algumas dicas, saiba que ainda há outros nichos de mercados que, sem dúvida serão muito lucrativos e, como o mundo caminha para uma era digital, sem dúvida em cinco anos isso irá dar muito dinheiro.

Perito de Assinatura

Outra que faz parte do time das profissões em alta não só para 2020 mas como para os próximos 5 ou 10 anos é de perito de assinatura ou perito grafotécnico. É este o profissional capaz de identificar se uma escrita foi feita por determinada pessoa ou não.
A perícia grafotécnica, que é o trabalho que este profissional executa para poder afirmar com certeza sobre a origem de uma escrita é feita baseada nos elementos genéticos e genéricos que uma pessoa deixa ao fazer a escrita.
A perícia grafotécnica não analisa a forma da escrita como pensam os falsificadores, ela analisa estes elementos que são únicos para cada indivíduo.
O perito grafotécnico é também conhecido como perito de assinatura por ser esta a principal aplicação da técnica: a de identificar se uma assinatura foi feita por uma determinada pessoa ou não.
A profissão está em alta devido a diversos fatores, sendo os principais:
📷excelentes ganhos
📷falta de profissionais
📷possibilidade de exercer a atividade nas horas vagas
📷possibilidade de ter outra atividade em paralelo
📷facilidade para se formar
📷rapidez para se formar
📷baixo investimento para se formar: curso muito barato
Vamos agora explicar melhor cada uma destas vantagens.

Excelentes Ganhos

Este sem dúvida é o principal atrativo desta profissão em alta e certamente o que mais causa curiosidade nas pessoas que ouvem dizer que esta profissão é uma das profissões em alta de 2020. Mas afinal, quanto ganha um perito grafotécnico ?
Antes de mais nada é preciso esclarecer que este profissional não ganha salário, ou seja, não trabalha de acordo com as convenções da CLT.
O perito grafotécnico é um profissional autônomo e seu ganho é por cada perícia grafotécnica que faz.
Apesar de não ter salário fixo, seus ganhos são bem atrativos! Em média em uma perícia em assinatura simples este profissional ganha R$ 2.500,00; se a assinatura for mais complexa este ganho pode chegar a R$ 7.500 por assinatura. Faça as contas e veja quanto dinheiro ganha o perito grafotécnico.
Se ele fizer 2 perícias por semana das mais simplesinhas ele ganha R$ 5.000,00 por semana ou R$ 20.000,00 por mês. E olha que esta é uma meta bem baixa de perícias por semana.
Se o perito dedicar mais tempo à profissão e dobrar esta quantidade semanal de perícias, seus ganhos chegam a R$ 40.000,00 por mês!
Sem dúvida os ganhos de um perito grafotécnico é de fazer inveja!
Continue lendo e veja as outras atratividades da profissão

Falta de profissionais

Você já tinha ouvido falar da profissão de perito grafotécnico ? Se sim, parabéns, você faz parte de um time seleto de pessoas. Saiba que a grande maioria nunca ouviu falar da profissão.
A verdade é que ela não é regulamentada como é a de advogado, engenheiro, médico, etc e, por isso, é muito pouco divulgada.
Para se ter idéia, não existe faculdade de perícia grafotécnica.
Por ser pouco divulgada, poucas pessoas conhecem e, portanto, poucos profissionais existem atuando.
E, por ter poucos profissionais atuando, ela é uma das profissões em alta do momento e, certamente, será daqui há cinco anos.
Retrato disso são os milhares de processos parados há anos na justiça por falta de peritos na área.

Possibilidade de exercer a atividade nas horas vagas

O profissional em grafoscopia, por ser autônomo, não precisa cumprir horário e nem mesmo trabalhar em um local fixo.
Esta profissão pode ser exercida a partir de sua casa mesmo, nas horas vagas, de acordo com sua disponibilidade.
Isto é bom para você ? Então continue lendo que ficará surpreso com os outros benefícios deste profissão em alta.

Possibilidade de ter outra atividade em paralelo

Este é mais um dos benefícios da profissão; como não precisa ir a um determinado local para trabalhar e por não ter que cumprir horário, a profissão pode ser exercida em paralelo com sua atividade atual.
Você tem um emprego de carteira assinada ? Ótimo, então pode continuar trabalhando em seu emprego e atuar como perito grafotécnico nas horas livres.
Hoje em dia muitos buscam uma fonte de renda extra para completar o orçamento doméstico; alguns dão aula de inglês, outros fazem pães e doces, outros costuram, enfim, são muitas as formas que as pessoas conseguem um dinheirinho extra no final do mês.
Mas aposto que nenhuma delas dá rendimentos tão bons quanto a perícia grafotécnica! Apenas uma única perícia no mês é capaz de render muito mais do que um mês de trabalho nestas atividades extras.
Fica a dica!

Facilidade para se formar

Outra grande vantagem desta profissão é a facilidade de se formar em perito grafotécnico. Enquanto as outras profissões com salario alto exigem anos e anos de estudo em um faculdade e depois em uma especialização, a profissão de perito grafotécnico, que é uma profissão que dá excelentes rendimentos, exige apenas que você faça um curso de 22 horas/aulas.
Isso mesmo, você só precisa fazer um curso de 22 horas/aula para começar a ganhar muito dinheiro com esta profissão e, lembrando, que pode ser exercida nas horas vagas e em paralelo com sua atividade atual.
E mais, você só precisa assistir as aulas e assimilar o conhecimento; não é necessário fazer prova para obter o certificado e começar a atuar.

Rapidez para se formar

Como já falamos anteriormente você só precisa de 22 horas de aula para se formar na profissão. Sem dúvida esta é mais uma vantagem!
Estas 22 horas de aula você consegue fazer em 13 dias, aproximadamente!
Em qual outra profissão que te dê ganhos de R$ 20 mil mensais ou mais você consegue se formar em apenas 13 dias ?
Sinceramente, não existe!

Baixo investimento para se formar: curso muito barato

O investimento que você deve fazer para se tornar um perito de sucesso e ganhar muito dinheiro nesta profissão também é outra vantagem dela: é muito, muito baixo perto do retorno que ela proporciona e do valor necessário para se formar em outras profissões.
O investimento total que você precisa fazer com o curso de perito grafotécnico é muito baixo mesmo; ele é menor do que uma única mensalidade de uma faculdade. Se fizer a conta do quanto custa o curso todo de uma faculdade (lembrando que ela exige de 4 a 5 anos) o investimento no curso de perito é irrisório!
Ainda não está convencido de que a profissão de perito grafotécnico é uma das profissões em alta ?
Clique aqui para continuar lendo.
submitted by neropericias to u/neropericias [link] [comments]


2020.04.01 16:59 artemination R vs Python – ¿Cuál es mejor?

En nuestro día a día es muy común que los estudiantes pregunten que lenguaje es más práctico para determinadas tareas. Con campos de trabajo cada vez más competitivos, muchos han optado por aprender ambos para así maximizar sus opciones laborales, pero si estas comenzando y aun no tienes claro como funciona cada uno, entonces te invitamos a que leas este articulo, que hemos traducido especialmente para aquellos que están incursionando por primera vez en el mundo del data análisis y el Big data.
En el perfil de Juan Gabriel Gomila vas a conseguir los mejores cursos en R, como Curso completo de Machine Learning: Data Science con RStudio, pero si estas mas interesado en aprender python, traemos para ti Curso completo de Machine Learning: Data Science en Python, en ambos podras aprender todos los elementos básicos e iras adentrándote en el mundo del Machine Learning. Ademas, con el curso de Machine Learning de la A a la Z: R y Python para data science, podras profundizar aun mas y obtener los mejores resultados, con una justa medida de teoría y practica para que te conviertas en un experto. y continúes avanzando en tu camino al éxito.
R vs Python – ¿Cuál es mejor?
Si está leyendo este artículo, me imagino que tú, como muchos otros científicos de datos, se está preguntando qué lenguaje de programación deberías aprender. Tanto si tienes experiencia en otras herramientas de codificación como si no, las características individuales de estas dos, incluyendo los vastos conjuntos de bibliotecas y paquetes pueden parecer inicialmente desalentadoras, pero no te preocupes, ¡estamos aquí para ayudarte!
Para sorpresa de nadie, tanto R como Python presentan sus respectivas ventajas para una gran cantidad de aplicaciones y son ampliamente utilizadas por los profesionales en su comunidad global. Este artículo le ayudará a decidir cuál de las dos tiene las herramientas adecuadas para ponerse en marcha.
Para empezar, probablemente es una buena idea revisar en qué exactamente quieres usar el lenguaje de programación en términos de tu ciencia de los datos. Por ejemplo, un científico de datos que trabaje predominantemente en la investigación genética puede encontrarse entre los que utilizan R (ya que es muy utilizado en la genética y popular entre los bioinformáticos), mientras que alguien que trabaje en modelos para el análisis de imágenes, por ejemplo, un empleado de Tesla que crea tecnología de auto-conducción de coches, podría encontrarse trabajando con personas que prefieren Python, debido a sus sofisticadas herramientas de manipulación de imágenes. En última instancia, sigue siendo su elección, y aunque normalmente una buena filosofía nunca sería hacer a ciegas aquello que los demás están haciendo, es necesario tomarse el tiempo de descubrir por qué estos profesionales prefieren ciertos idiomas. Es importante ser capaz de «hablar» el mismo idioma que tus futuros compañeros.
Si aún no lo has hecho, te aconsejo que eches un vistazo a las entradas en el blog de SuperDataScience relacionadas con R y Python en el lugar de trabajo, y Aprende todos los pros y contras de la programación de Python vs R para conocer las diferencias claves entre los dos, y sus usos en el campo.
¿Quién usa R y cuál es su objetivo?
R fue creado inicialmente como una plataforma para la computación estadística, albergando todas las pruebas clásicas, análisis de series de tiempo, agrupación, y más. Tiene una gran comunidad de mineros de datos, lo que significa una gran cantidad de paquetes accesibles, tanto para los desarrolladores de R como para los usuarios. En cuanto a los gráficos, hay multitud de paquetes y capas para trazar y analizar gráficos, como ggplot2. Es importante destacar que R ha surgido en el nuevo estilo de escena de la inteligencia artificial proporcionando herramientas para las redes neuronales, el machine learning y la inferencia bayesiana y es compatible con paquetes para Deep Learning como MXNet y TensorFlow. Parecería que R tiene un sólido seguimiento no sólo de los científicos de datos, sino también en gran medida de los estadísticos y campos asociados que requieren manipulación de datos (por ejemplo, los de la medicina, las finanzas y las ciencias sociales). Para nosotros, los científicos de datos, es importante encontrar un programa ampliamente utilizado; queremos ser capaces de hablar con tantas disciplinas como sea posible dentro de un idioma, haciendo que nuestros hallazgos sean fácilmente traducibles.
¿Quién usa Python y cuál es su objetivo?
Al otro lado de la cancha, Python es una excelente herramienta para programadores y desarrolladores en general. Ya sea desarrollando algoritmos para simular biomoléculas o entregando software anti-spam, te encontrarás en casa usando su interfaz y su conjunto de funciones. Lanzado en 1989, es citado como uno de los lenguajes de programación orientados a objetivos de uso general más importantes. Python tiene una creciente popularidad entre los nuevos programadores (entre ellos los científicos de datos), lo que por supuesto significa una rica comunidad de usuarios y solucionadores de problemas.
Del mismo modo, en el tema candente de la inteligencia artificial, Python es también la opción más popular; tiene herramientas para el Machine Learning, redes neuronales y Tensorflow. Además, abarcando algunos objetivos más generales, sus usuarios se benefician de bibliotecas como NumPy para el análisis estadístico, pandas para la preparación de datos, y seaborn para la generación de gráficos.
R contra Python: Limitaciones
A la parte más interesante: ¿cómo se relacionan cada uno de ellos? Descubrir las limitaciones a tiempo es posiblemente uno de los consejos más importantes. Hablando desde la experiencia, pasando de usar Matlab donde hay una enormidad de apoyo en línea (y generalmente alguna persona maravillosa que ha escrito un código exacto para tus necesidades), a labVIEW donde había poca o ninguna presencia en línea, conozco muy bien la sensación de pánico y de ser incapaz de resolver ese error y de frustrarse por no haber considerado estas posibles limitaciones.
Algunas de las principales consideraciones para una aplicación de la ciencia de los datos son:
La velocidad de procesamiento (¿utilizará grandes cantidades de datos?)
Comunidad en línea (realmente es invaluable y me ha salvado muchas veces)
Una curva de aprendizaje empinada (¿cuánto tiempo y paciencia tienes para especializarte/ya has aprendido programación antes y estás mejor equipado para aprender un nuevo idioma?)
Interfaz fácil de usar (¿estás familiarizado con la programación o prefieres algo fácil de visualizar y bonito?)
Ampliamente hablado (¿Ha considerado futuras conexiones entre los campos y sus lenguajes?)
Veamos cómo le va a cada uno en estos temas…
Velocidad de procesamiento:
R se considera lento. Requiere que sus objetos se almacenen en una memoria física, lo que significa que no es una gran opción cuando se trata de aprovechar los grandes datos. Dicho esto, los procesadores más rápidos están reduciendo esta limitación, y hay varios paquetes por ahí enfocados a abordar esto. Python, sin embargo, es más adecuado para grandes conjuntos de datos y su capacidad para cargar grandes archivos más rápido.
Comunidad en línea:
Como mencioné, tanto R como Python tienen una red de soporte ampliamente respaldada a la que puedes llegar, siendo esta una fuente de ayuda invaluable para esos bugs que parece que no puedes solucionar fácilmente.
Una curva de aprendizaje empinada:
Esto puede o no considerarse como una limitación de R, pero su empinada curva de aprendizaje se debe a su gran poder para los estadísticos. Siendo desarrollado por expertos en el campo, R es una herramienta increíble, pero se paga el precio de esto con su inversión inicial de tiempo. Por otro lado, Python es muy atractivo para los nuevos programadores por su facilidad de uso y su relativa accesibilidad.
Ambos programas requerirán que te familiarices con la terminología, lo cual puede parecer inicialmente desalentador y confuso (como la diferencia entre un «paquete» y una «biblioteca»), con la configuración de Python teniendo la ventaja sobre R en términos de la experiencia de uso fácil, de nuevo un vínculo con R que está siendo desarrollado por los estadísticos y basado en gran medida en su maduro predecesor, S. Aunque, Python será implacablemente estricto con los usuarios en cuanto a la sintaxis y se negará a funcionar si no se han encontrado fallos fáciles de detectar (aunque éstos mejoran la experiencia del usuario a largo plazo ya que nos hace mejores y más pulcros escritores de código). R tiene el encantador atributo, en relación con sus numerosos usuarios académicos, de proporcionar al usuario mucho más control sobre el diseño de sus gráficos, permitiendo diversas exportaciones de pantallas y formatos.
Es importante señalar que ambos se basan en el intérprete y se ha descubierto, en relación con otros lenguajes (como C++), que esto facilita mucho la detección de errores.
Interfaz de fácil manejo:
Rstudio es ampliamente considerada la plataforma favorita para la interfaz en R y una vez que empieces a familiarizarte con ella, entenderás por qué es así. Está clasificado como un entorno de desarrollo integrado (IDE) y comprende una consola para la ejecución directa de código con todas las funciones para trazar, soportar gráficos interactivos, depuración y gestión del espacio de trabajo, ver Características del IDE de RStudio para una guía más detallada.
Python alberga numerosas IDEs para la elección. El beneficio de esto es que proporciona una buena oportunidad para que usted elija uno que le resulte familiar en base a sus antecedentes. Por ejemplo, viniendo de una formación en informática, Spyder es un claro favorito. Mientras que los principiantes en el campo encuentran PyCharm accesible e intuitivo.
Ampliamente utilizado:
Hemos tocado este tema y me gustaría subrayar que esto es subjetivo al campo elegido. Si te inclinas por los campos de la academia, las finanzas, la salud, la R sería probablemente mucho más hablado y querrás aprovecharlo. Mientras que, aquellos que estén interesados en el desarrollo de software, automatización o robótica, pueden encontrarse inmersos en la comunidad Python.
R vs Python: Ventajas
R:
Una excelente elección si quieres manipular los datos. Cuenta con más de 10.000 paquetes de datos que se encuentran en su CRAN.
Puede crear hermosos gráficos de calidad de publicación muy fácilmente; R permite a los usuarios alterar la estética de los gráficos y personalizarlos con una mínima codificación, una gran ventaja sobre sus competidores.
Tal vez su herramienta más poderosa es su modelado estadístico, creando herramientas estadísticas para los científicos de datos y siendo los precursores en este campo, preferidos por los programadores experimentados.
Los usuarios se benefician de su interfaz con la gran plataforma de Github para descubrir y compartir un mejor software.
Python:
Es muy fácil e intuitivo de aprender para los principiantes (a diferencia de R, Python fue desarrollado por programadores, y su facilidad de uso lo convierte en el favorito de las universidades en general).
Es atractivo para una amplia gama de usuarios, creando una comunidad cada vez mayor en más disciplinas y una mayor comunicación entre los lenguajes de código abierto.
La sintaxis estricta te obligará a convertirte en un mejor codificador, escribiendo un código más condensado y legible.
Python es más rápido en el manejo de grandes conjuntos de datos y puede cargar los archivos con facilidad, haciéndolo más apropiado para aquellos que manejan grandes datos.
Con todo esto en mente, la elección de un idioma para empezar depende en gran medida de lo que se quiere de él. Si eres el tipo de científico de datos que se especializa en análisis estadístico o trabajas en investigación, puedes encontrar que la R funciona mejor para ti. Sin embargo, si eres alguien que se ve a sí mismo ramificando a través de múltiples disciplinas, podrías hacer uso de la generalidad de Python y su diversa red. También puedes estar de acuerdo en que te beneficiaría eventualmente aprender ambas (al menos lo suficiente como para poder leer la sintaxis del otro) a medida que conozcas a cada uno por sus respectivas fortalezas. Esto sin duda te abrirá más puertas en términos de oportunidades de empleos y, lo que es más importante, te dará esa claridad para decidir qué camino profesional quieres tomar. Pero no te agobies; ¡aprender el segundo idioma será más fácil que el primero! Sin duda, también te entusiasmará abrir una nueva comunidad para sumergirte en tu crecimiento como científico de datos.
submitted by artemination to bigdata [link] [comments]


2019.10.05 12:59 ebookrevenda Email marketing ainda funciona?

Do meu ponto de vista creio que seja algo que nunca vai deixar de funcionar, você já parou para pensar que mesmo tendo redes sociais e outras formas de comunicação você ainda precisa do seu email para entrar na maioria dessas redes? seu email é como um telefone, você sempre vai precisar dele para confirmar coisas, para enviar algo mais importante, etc... Sempre será necessário que se tenha um email.
Hoje muitas empresas pregam o desuso do Emails Marketing mais eu descordo plenamente disso, ate me parece que querem guardar os ovos de ouro só pra eles, e com certeza você já viu como é complicado hoje em dia enviar milhares de emails, fica cada dia mais difícil, surgem todos os dias Auto-Responders e novos sistemas de envios de email porem se vc cria uma conta nesses sistemas, pega sua lista que você conseguiu na internet e coloca pra enviar lá eles de cara já cancelam sua conta por algum motivo, em resumo "querem vender" e você já pesquisou os preços? Nada barato não é...
ENTÃO PORQUE DIZEM QUE O EMAIL MARKETING NÃO FUNCIONA MAIS?????
A sugestão que dou é que você encontre uma forma de enviar seus emails e fazer seus testes, rapidinho você vai perceber que vale muito a pena enviar emails, apesar da dificuldade de se encontrar ferramentas para esse fim hoje ainda temos algumas que você pode usar, inclusive programas para capturar e criar listas de emails validas e atualizadas, pessoas ate mesmos ganhando a vida montando listas de emails.
Deixo como sugestão esse site programadivulgarsite.com.bportfolio tem um programa para captura de emails para você montar listas, ele busca direto por emails que estão aparecendo no Google e em outros Buscadores então você não precisa se preocupar com a validade dos emails pois se estão aparecendo nos buscadores e porque alguém os colocou em seu site de forma a receber contatos. Você encontra também um programa de envios que envia emails direto da sua conta BOL, o programa automatiza o processo de envio entrando na sua conta BOL automaticamente e fazendo determinado numero de envios, apos isso ele pausa alguns minutos e inicia novamente os envios e assim sucessivamente.
UMA SUGESTÃO DE TÉCNICA QUE EU USO ATUALMENTE
Essa tecnica passa por 3 etapas, a 1ª conseguir os emails validos e novos, a 2ª enviar um contato a esses emails e a 3ª adicionar esses emails em um auto-Responder como o E-goi por exemplo. Vou dar mais detalhes:
1ª - Para conseguir os emails você pode por exemplo usar o programa do site programadivulgarsite.com.bportfolio inclusive o indiquei justamente por já usar, com ele você vai baixar emails por exemplo com determinada palavra chave, vamos supor que seja "vendas" ok, a partir dai você tem uma lista de emails de pessoas relacionadas a VENDAS,
2ª - agora você deve usar algum programa para fazer o envio de uma mensagem para esses emails, um exemplo de mensagem:
Oi, como vai estou enviando esse email pois percebi que você esta na área de VENDAS, tenho algo que pode te ajudar muito a vender mais e obter mais sucesso nas suas vendas, se interessar me retorne esse email, ate mais.... Prontinho agora é só aguardar e vem quem vai te responder.
3ª - Agora vem sua esperteza, a pessoa vai te responder dizendo ter interesse em saber mais, você vai responde-la da seguinte forma:
Ok, só um minuto que já vou te enviar outro email com informações mais detalhadas. Nesse ponto o que você faz é adicionar o email dessa pessoa manualmente em seu auto-responder, logicamente seu auto-responder já vai ter uma mensagem pre formatada padrão, e a partir dai você tem uma pessoa altamente selecionada e que certamente vai adquirir seu produto.
ESSA É A TÉCNICA QUE USO ESPERO QUE TE AJUDE... Espero de coração que a resposta tenha sido de utilidade e possa te ajudar em algo, estou te passando um pouquinho do que sei, talvez você tenha algum retorno usando esse método, Se possível um voto positivo de sua parte agradeço muito ;) ate uma próxima vez... Muito sucesso nos negócios.
Palavras chave Relacionadas:
email marketing, email for marketing, email marketing services, email marketing software, email marketing template, email marketing platforms, email marketing free, email marketing companies, email marketing campaign, email for marketing strategy, email marketing strategy, email marketing best practices, email for marketing example, email marketing examples, email marketing tools, email marketing automation, email marketing for shopify, email marketing shopify, email marketing with shopify, email marketing agency, email marketing hubspot, email marketing jobs, email marketing lists, email marketing godaddy, email marketing tips, email marketing software free, email marketing wix, email marketing statistics, email marketing b2b, email marketing design, email marketing manager, email marketing specialist salary, email marketing manager salary, crm with email marketing, email marketing ecommerce, email marketing for ecommerce, email marketing course, email marketing video, email marketing templates free, email marketing mailchimp, email marketing specialist, email marketing roi, email marketing for small business, email marketing real estate, email marketing conferences 2019, email marketing benchmarks, email marketing funnel, email marketing how to, how email marketing, email marketing benefits, email marketing metrics, email marketing zoho, how to email marketing, email marketing importance, why email marketing is important, email marketing kpis, email marketing definition, email marketing jobs remote, email marketing remote jobs, email marketing providers, email marketing nonprofit, email marketing database, email marketing consultant, email marketing tools free, email marketing ideas, email marketing blogs, email marketing is dead, is email marketing dead, email marketing open rate, email marketing apps, email marketing certification, email marketing 101, email marketing content, email marketing newsletter, email marketing analytics, email marketing campaign examples, email marketing trends 2019, email marketing laws, email marketing sample, email marketing conversion rate, email marketing job description, email marketing pricing, email marketing plan, email marketing business, email marketing expert, email marketing 2019, email marketing events, email marketing best practices 2019, email marketing with gmail, email marketing gdpr, email marketing interview questions, email marketing resume, email marketing manager job description, email marketing books, email marketing platforms free, email marketing wordpress, email marketing monkey, email marketing rules, email marketing news, email marketing online, email marketing reddit, email marketing app shopify, email marketing packages, email marketing websites, email marketing open source, email marketing basics, email marketing guide, email marketing effectiveness, email marketing gif, email marketing report, does email marketing work, email marketing quotes, email marketing icon, email marketing and crm, email marketing reviews, email marketing lead generation, email marketing drip campaigns, email marketing proposal, is email marketing effective, email marketing and social media, email marketing webinar, what email marketing service is best, email marketing dashboard, how much does email marketing cost, email marketing advantages, email marketing neil patel, email marketing images, email marketing vs social media, email marketing manager jobs, email marketing associate salary, email marketing landing page, email and marketing automation, email marketing vendors, email marketing for beginners, email marketing report template, email marketing and automation, email marketing office 365, email marketing outlook, email marketing for dummies, email marketing data, email marketing articles, email marketing design best practices, email marketing process, email marketing goals, email marketing facts, email marketing unlimited contacts, email marketing online course, email marketing automation platforms, email marketing engagement, email marketing vs marketing automation, email marketing usa, email marketing near me, what's email marketing, email marketing pdf, email marketing jobs from home, email marketing tutorials, email marketing 2018, email marketing objectives, email marketing uk, email marketing workflow, which email marketing service is the best, does email marketing still work, email marketing logo, email marketing lists for sale, email marketing top 10, email marketing india, email marketing and landing pages, email marketing options, email marketing youtube, how much is email marketing, why email marketing works, email marketing guidelines, email marketing description, email marketing and seo, email marketing dynamics 365, email marketing vs crm, email marketing design trends 2019, email marketing in digital marketing, guide to email marketing, email marketing questions, email marketing udemy, email marketing gmail, how email marketing works, email marketing vs sms marketing, email marketing benchmarks by industry 2019, email marketing vs direct mail, why email marketing is effective, alternatives to email marketing, email marketing size, email marketing meaning, is email marketing still effective, email marketing que es, email marketing mockup, email marketing using gmail, is email marketing effective 2018, how often should you send email marketing, how often should i send email marketing, is email marketing dead 2018, email marketing without permission, email marketing headlines, email marketing 360, email marketing and lead generation, email marketing without opt in, where to buy email marketing lists, email marketing 101 basics, email marketing 3rd party lists, email marketing by zip code, email marketing for your business, email marketing lists uk, email marketing notes, email marketing quotation, email marketing services like mailchimp, email marketing template html, email marketing without getting blacklisted, email marketing without spam, free email marketing software like mailchimp, email marketing 2018 trends, email marketing on shopify, email marketing like mailchimp, email marketing ppt, email marketing virtual assistant, email marketing nurture campaign, email marketing vector, how much email marketing cost, email marketing google, email marketing work from home, email marketing klaviyo, email marketing and gdpr, email marketing without a website, email marketing 101 pdf, email marketing keywords, email marketing nyc, how email marketing is effective, free email marketing like mailchimp, how can i do email marketing, email marketing quiz, email marketing dimensions, email marketing hostgator, email marketing html, email marketing uses, email marketing hacks, email marketing yahoo, email marketing niches, email marketing template psd, email marketing framework, email marketing tools like mailchimp, email marketing what is it, email marketing wiki, email marketing executive, how much does direct email marketing cost, email marketing vs newsletter, is email marketing effective 2019, email marketing 2018 statistics, how much will squarespace email marketing cost, email marketing o que é, email marketing versus social media, is email marketing still relevant, email marketing explained, how can email marketing help my business, email marketing roi 2019, why email marketing doesn't work, email marketing new zealand, is email marketing dying, email marketing layout, email marketing vs content marketing, email marketing 2019 trends, email marketing and spam, is email marketing legal, email marketing new york, why email marketing is important 2019, email marketing hubspot answers, email marketing image size, email marketing vs facebook ads, email marketing how many emails per week, how often email marketing, email marketing hashtags, how email marketing helps business, email marketing versus direct mail, email marketing malaysia, is email marketing digital marketing, email marketing vs social media statistics, email marketing 2019 stats, email marketing jobs london, can spam email marketing, email marketing quora, email marketing indonesia, email marketing unsubscribe rate, can spam laws email-marketing, email marketing 1 million, email marketing 3.0, email marketing adalah, email marketing como fazer, email marketing exemplos, email marketing gratuito, email marketing html template, email marketing jobs in gurgaon, email marketing jobs in hyderabad, email marketing jobs in mumbai, email marketing jobs in noida, email marketing jobs in pune, email marketing karachi, email marketing kenya, email marketing kya hai, email marketing laws australia, email marketing nz, email marketing qatar, email marketing tamanho, email marketing tutorials youtube, email marketing uae, email marketing updates, email marketing vs digital marketing, how can we do email marketing, how much does email marketing cost uk, which email marketing software, which email marketing software is best, an email marketing agency, an email marketing definition, an email marketing service provider, an email marketing system, an email marketing tool, can you make email marketing, can-spam act email marketing, contoh email marketing yang baik, cpa with email marketing, email as marketing tool, email for marketing company, email for marketing content, email for marketing template, email marketing 0 đồng, email marketing 101 for authors, email marketing 101 mailchimp, email marketing 101 shopify, email marketing 19, email marketing 1and1, email marketing 2018 pdf, email marketing 2019 pdf, email marketing 2019 tips, email marketing 2020, email marketing 38, email marketing 40 de fiebre, email marketing 40 times more effective, email marketing 50k, email marketing 8/3, email marketing and ai, email marketing and roi, email marketing and shopify, email marketing and video, email marketing can launch customer obsession, email marketing companies like mailchimp, email marketing emails, email marketing ferramenta, email marketing for youtube channel, email marketing for zen cart, email marketing generation z, email marketing gratis, email marketing hostinger, email marketing html 5, email marketing in odoo 8, email marketing in zoho crm, email marketing kaise kare, email marketing konferencia, email marketing kpis 2019, email marketing kya hota hai, email marketing locaweb, email marketing merca2 0, email marketing or esp, email marketing outlook 365, email marketing providers like constant contact, email marketing pure360, email marketing qa, email marketing qualification, email marketing quizlet, email marketing services like constant contact, email marketing thank you, email marketing tips 4, email marketing top 5, email marketing uol, email marketing using office 365, email marketing versus, email marketing versus marketing automation, email marketing without a list, email marketing without consent, email marketing without subscribers, email marketing without unsubscribe, email marketing yang efektif, email marketing your website, email marketing zalando, email marketing zapier, email marketing zara, email marketing zimbabwe, email or marketing, email or marketing automation, email siriusxm marketing, email to marketing manager, email to marketing sample, for email marketing tools, how can email marketing boost sales of a business, how can i email marketing for free, how email marketing helps your business, how email marketing make money, how email marketing software works, how email marketing will be effective, how many companies use email marketing, how many links in a marketing email, how many types of email marketing, how many words email marketing, how many words should a marketing email be, how much does an email marketing manager make, how much does an email marketing specialist make, how much is email marketing worth, how much money email marketing, how often send email marketing, how often should email marketing be sent, how often should you do email marketing, is email marketing considered digital marketing, is email marketing free, is email marketing important, is email marketing social media, is email marketing successful, marketing with email marketing, marketing without email, segmentation with email marketing, the email marketing agency, the email marketing company, the email marketing platform, the email marketing process, the email marketing software, website with email marketing, what email marketing is best, what email marketing response rate, what email marketing to use, what will replace email marketing, where to get email marketing lists, where to start email marketing, which email marketing is best, which email marketing to use, why email marketing is dead, why email marketing is not effective, why email marketing is still the best, why email marketing is the best, why email marketing still works, will email marketing die, will gdpr kill email marketing, xero email marketing, xiaomi email marketing, 401k email marketing, 4dem email marketing, 5 email marketing metrics, 5 email marketing mistakes, 5 email marketing strategies, 5 email marketing tools, 50 email marketing influencers, 6 email marketing lessons, 6. email marketing, 7 email marketing blogs, 70 email marketing stats, 8 email marketing metrics, 9 email marketing tips, how many businesses use email marketing
submitted by ebookrevenda to MarketingDigitalBR [link] [comments]


2019.07.10 21:45 agscontabilidade ADMINISTRAÇÃO DO TEMPO

A maioria das pessoas reclama da falta de tempo que dispõe para suas atividades diárias devido à enorme carga de tarefas que tem para executar.
O que ocorre é que as pessoas quando aprendem em um curso acadêmico, ou mesmo ingressam de alguma forma em uma função, profissão, são sempre instruídas sobre “O que” fazer sendo ignorado o modo como se fazer o trabalho, principalmente aos detalhes que fazem o diferencial para se obter uma maior eficiência e eficácia.
Não basta ser especialista no que se faz, é que preciso ter noções da melhor maneira de realizar o trabalho.

COMO ADMINISTRAR MELHOR O SEU TEMPO?

Tempo é das coisas mais indefiníveis e paradoxais: o passado já se foi, o futuro ainda não chegou, e o presente se torna o passado, mesmo enquanto procuramos defini-lo, e como se fosse um relâmpago, num instante existe e se extingue.
Na maioria dos casos, a análise revela que, com alguns ajustes, o indivíduo poderá produzir muito mais, com menos dispêndio de esforços. Chama-se “trabalho inteligente”.
ORGANIZE UMA AGENDA DO TEMPO
Para identificar com precisão como você ocupa o seu tempo, faça uma agenda, dimensione exatamente o percentual de tempo utilizado em cada tipo de atividade.
Pois não podemos controlar nosso tempo se não sabemos exatamente como o estamos utilizando.
Geralmente somos levados a achar que sabemos como utilizamos nosso tempo, mas nem sempre isso é verdade.
O princípio básico para utilizar bem o tempo é priorizar as tarefas realmente importantes e que nos trazem maiores resultados, aquelas que sempre deixamos para executar depois das mais fáceis!
Avaliar a forma como utilizamos nosso tempo é o primeiro passo que devemos dar, e após isso questionar: Os resultados seriam melhores se eu passasse o meu tempo trabalhando em outra atividade?
Como eu poderia executar as tarefas mais importantes com mais freqüência e eficiência?
Um outro aviso importante: Geralmente seus colegas de trabalho tem o costume de lhe passar material, assuntos e tarefas que não dizem respeito à sua atividade principal (ao seu foco).
Este tipo de material deve imediatamente ser retornado à pessoa que realmente deve dar continuidade. Responda na própria correspondência e retorne imediatamente.
Não deixe nada entulhando sua mesa ou caixa postal de e-mail. Sempre que possível evite dar respostas como: Vou ver e lhe retorno depois!. Assim que tiver um retorno lhe informo!
Dê as informações necessárias já no momento para que a pessoa mesmo pesquise sozinha! Não atue como intermediário de nada.

VOCÊ REALMENTE SABE COMO USAR SEU TEMPO?

A primeira medida para melhorar a utilização do tempo é verificar como ele vem sendo empregado.
Muitas pessoas imaginam que sabem como usam seu tempo, mas quando eles são registrados, numa “tabela de tempo”, o resultado é surpreendente para estes indivíduos.
Algumas situações comuns observadas numa tabela de tempo:
Para efetivamente avaliar a utilização do tempo, é necessário questionar o efetivo uso do mesmo.

QUANTO TEMPO UTILIZAR EM CADA TAREFA?

A lei de Parkinson diz que o trabalho tende a preencher (ou adaptar-se) ao tempo disponível ou alocado para ele.
Se você alocar uma hora para uma determinada tarefa, terá mais chances de terminar o trabalho dentro desse prazo, caso estabeleça duas horas para o mesmo trabalho provavelmente utilizará as duas horas para o trabalho.
Estabeleça sempre a quantidade de horas e datas para conclusão de projetos, provavelmente descobrirá um meio de fazê-lo dentro do prazo estabelecido por você, e sua produtividade aumentará bastante.
DIVIDINDO SEU TRABALHO DE ROTINA EM LOTES
A divisão em categorias e o agrupamento de seu trabalho podem ser chamados de “agrupamento”. Processe as informações e as tarefas semelhantes em lotes, reduzindo dessa forma, o desperdício e o deslocamento.
Você executará cada tarefa de forma mais eficiente. Muitos elementos de seu trabalho podem ser reduzidos a simples rotinas que lhe permitirão concluir tarefas semelhantes no mínimo tempo possível.
Esses tipos de tarefas realmente se prestam ao agrupamento. As vantagens de abordar o seu trabalho dessa maneira são várias.
Você verá que o trabalho em lotes permite que você se prepare e se organize para ele de uma só vez, ao invés de ter de fazê-lo várias vezes se o trabalho for feito aleatoriamente.
SUPERANDO O ADIAMENTO
O adiamento provavelmente consumirá mais tempo no seu local de trabalho do que em qualquer outro lugar.
Se você for uma pessoa que costuma adiar, a mudança de atitude para o Faça Agora será um elemento chave para ajudá-lo a identificar onde existe adiamento nos seus hábitos profissionais e a superá-lo.
A maioria das pessoas é muito inteligente, até mesmo engenhosa, no que diz respeito a adiar as coisas. “Eu não tenho muito tempo” é uma desculpa comum.
“Eu acho que eles disseram que não estariam aqui hoje, então eu não liguei.” “Não é tão importante.” A lista de motivos pelos quais uma tarefa não pode ser concluída é interminável.
Seja tão esperto para concluir as coisas quanto o é para adiá-las. Insista até encontrar a solução para cada problema sem adiá-lo.
É aí que você deve concentrar o poder de sua mente, e não em desculpas inteligentes.

AS 8 MANEIRAS DE SUPERAR O ADIAMENTO

1) Faça agora e fará uma vez somente: Não fique lendo e relendo para fazer uma ação. Leia e aja.
2) Clareie a sua mente: Não postergue nada. Programe o que você vai fazer e realmente faça ou esqueça o que você não vai fazer.
3) Resolva os problemas enquanto eles são pequenos: Caso contrário seus problemas crescerão e consumirão mais tempo.
4) Diminua as interrupções desnecessárias: Isso o ajudará a ser mais produtivo.
5) Coloque os atrasos em dia: Os trabalhos atrasados criam o seu próprio trabalho extra.
6) Comece a operar visando o futuro e não o passado: Trabalhe sempre de forma preventiva, antecipando-se.
7) Pare de se preocupar: O grande dano do adiamento é o cansaço mental e psíquico que isso causa.
8) Agora sinta-se melhor em relação a si mesmo: A conclusão de tarefas evita o estresse e a ansiedade e traz mais autoconfiança e auto-respeito.

ESQUEÇA LEMBRANDO

A maioria das pessoas tem certo orgulho da sua capacidade de se lembrar de “tudo” o que deve ser feito.
É um jogo mental que fazem. Embora possam ter sido bem-sucedidas em uma certa época, o ritmo atual do trabalho e da vida particular e o volume de atividades com as quais devemos estar em dia aumentaram tanto que é impraticável estar por dentro de mil coisas a fazer.
Essa preocupação constante de tudo o que precisam fazer, lembrar-se de tudo, simplesmente lhe sobrecarregam, principalmente porque acabam se lembrando de “tudo” nos momentos menos interessantes.
Os executivos e gerentes deveriam se interessar mais em esquecer todas as coisas que têm a fazer. Sim eu disse esquecer.
O que as pessoas precisam é de ter um sistema adequado em prática para se lembrar dessa infinidade de detalhes quando, e só quando, for preciso. Parece loucura? Na verdade não é.

3 PRINCÍPIOS GERENCIAIS CLÁSSICOS DE ADMINISTRAÇÃO DE TEMPO

Três princípios gerenciais clássicos de administração de tempo estão sendo seriamente questionados pelos estudiosos. Estes conceitos são:
  1. Faça uma lista das tarefas que você precisa executar diariamente e concentre-se nelas até que todas estejam executadas.
  2. Cuide primeiro dos assuntos urgentes.
  3. Distribua uniformemente sua carga de trabalho.
O fato é que todo mundo já utilizou estas técnicas frequentemente com algum grau de sucesso.
No entanto, renomados experts como Peter Drucker, Merrill Douglass e o filósofo do século XX, Vilfredo Pareto, afirmam que elas precisam ser descartadas a fim de abrir caminho para métodos mais eficazes.
Aparentemente, as regras são boas. Cada uma delas, entretanto, contém aspectos negativos.
Analisemos em separado estas diretrizes para descobrirmos por que elas precisam ser riscadas do livro de regras gerenciais.
1. Faça uma lista das tarefas que você precisa executar diariamente e concentre-se nelas até que todas estejam executadas.
O que há de errado nisto? Uma porção de coisas. Conforme Drucker aponta, é preciso equilibrar o trabalho com o tempo.
Lembre-se que o tempo é imutável, ao passo que o trabalho é flexível como massa para modelar. Ele pode ser pressionado, moldado, reformulado e dividido.
Portanto, o trabalho deve sempre subordinar-se ao tempo disponível. Atacar com entusiasmo sua lista diária de itens a fazer não é suficiente.
O tempo deve ser realisticamente programado para que as tarefas certas realmente sejam feitas.
2. Cuide primeiro dos assuntos urgentes.
Se é urgente, deve ser importante, certo? Errado! Quem é que diz que o assunto é urgente?
É você, seu chefe, sua secretária, um cliente, um empregado, um vizinho? Urgente implica em necessidade de atenção imediata.
Mas quem está exigindo atenção imediata? Como a tarefa em questão se relaciona com os objetivos a serem atingidos?
Na realidade, existe um relacionamento matricial entre assuntos urgentes e importantes. Esta correlação pode ser simplesmente citada como:
“Assuntos urgentes podem ser importantes, mas não necessariamente.” São quatro os possíveis relacionamentos. O assunto pode ser: Tanto importante quanto urgente Ex.: você está quase perdendo seu principal cliente. Importante mas não urgente Ex.: planejamento estratégico para os próximos três anos. Urgente mas não importante Ex.: a maioria do telefonemas. Nem urgente nem importante Ex.: conversa fiada ou comentários excessivos sobre o jogo de futebol da semana passada.
Conclui-se, portanto, que assuntos importantes (os que têm vínculo com os objetivos) deverão sempre ter prioridade sobre assuntos meramente urgentes (os que pressionam pelo tempo), uma vez que atenção deixará pouco tempo para fazer o que realmente é importante.
3. Distribua uniformemente sua carga de trabalho.
Há quase 100 anos, Pareto questionou este conceito. O Princípio de Pareto postula que para qualquer número de itens, um pequeno número destes itens é muito mais importante do que o restante.
Por exemplo, 20% dos clientes de uma companhia provavelmente são responsáveis por 80% das vendas, ao passo que 20% dos itens em estoque podem representar 80% do inventário.
O Princípio de Pareto é uma prescrição de discriminação. Ele propõe dedicar mais atenção aos itens importantes e menos atenção aos itens de menor importância.
Conclui-se, portanto, que uma carga de trabalho uniforme, que trata de todas as tarefas da mesma maneira, não atende à necessidade do executivo.
O esforço concentrado em poucos assuntos importantes é que abre o caminho para a produtividade gerencial.

ALGUNS PASSOS PARA GERENCIAR SEU TEMPO COM MAIOR EFICÁCIA

Mesmo com os três conceitos “furados” colocados em perspectiva, a questão permanece.
Que regras poderão realmente ajudar-me a melhor administrar meu tempo? O primeiro passo para melhor administrar o tempo é determinar como é utilizado.
A maioria as pessoas acha que sabe como ocupa seu tempo mas, comumente, quando os fatos são registrados num quadro de tempo, o resultado é surpreendente.
Situações típicas demonstradas nesse quadro são:
  1. Julgamentos bruscos feitos em relação a assuntos altamente importantes;
  2. Conversas telefônicas que se estendem em demasia
  3. Períodos de incessantes interrupções nos quais nada de significativo é feito;
  4. Longo envolvimento em assuntos de pouca importância que poderiam ser delegados ou ignorados;
  5. Períodos de escravidão à burocracia, nos quais a “papelada” domina o dia;
  6. Ausência de tempo para pensar ou planejar.
A percepção de como você usa seu tempo implica num esforço de cronometrar suas atividades diárias e registrar os resultados para análise.
Para ajudar a capturar seu dia como ele realmente é, siga estes passos:
Passo 1 – Faça um quadro de tempo.
Use uma agenda, um caderno ou um bloco e anote de 30 em 30 minutos o que você esteve fazendo durante a meia hora que passou. Registre suas atividades por uma semana.
Passo 2 – Reveja o quadro.
Faça um resumo dos resultados. Veja quanto tempo você gastou em assuntos realmente importantes, quanto tempo foi gasto inutilmente e quanto foi dedicado à rotina.
Passo 3 – Reflita.
Você está realmente aplicando o tempo nos assuntos que o ajudarão a atingir seus objetivos?
(você poderá concluir que, certamente, seu tempo não está sendo bem utilizado, mas justifica assim “não existem horas suficientes no dia e, além disso, as pessoas vivem me interrompendo.”).
Para resolver este problema, examine os maiores estranguladores de tempo e deixe mais tempo livre para os assuntos importantes.
As seguintes atividades tendem a dominar o dia do gerente/profissional:
Para ganhar tempo, analise seu dia visando eliminar atividades inúteis. Aqui estão alguns indicadores para manter-se livre da maioria dos estranguladores de tempo:
Passo 4 – Pergunte a você mesmo se realmente precisa ver toda aquela papelada.
O fato de ter sido mandada para você não significa que deva perder tempo com ela.
Faça uma lista dos documentos que recebe; classifique-os em grupos de prioridades A, B e C.
Então, delegando, eliminando e condensando, reduza drasticamente seu gasto de tempo com os itens C e, em menor grau, com os assuntos B, permitindo desse modo, mais tempo para os de prioridade A.
Passo 5 – Discipline suas reuniões para obter resultados mais eficazes em menos tempo.
Volte às bases. Todos conhecem o assunto e o objetivo da reunião? É comum os participantes não saberem o objetivo da reunião (às vezes, nem o líder tem uma idéia clara).
Estabeleça o objetivo da reunião de forma cristalina. Antes dela, faça uma agenda detalhada e, finalmente, registre os resultados em ata.
Pergunte-se também se a reunião realmente é necessária. Talvez não seja e, sim, uma perda de tempo para todos os participantes.
Passo 6 – Determine quanto tempo você dispõe para diálogos (para ouvir, resolver problemas, conversar); então, racionalize o seu tempo de acordo.
Precisa receber todas as pessoas que querem falar com você? E pelo tempo que elas quiserem? Obviamente não.
Muitos dos seus visitantes poderão ser bem atendidos por outra pessoa que não você.
Se tem outras prioridades, é uma prerrogativa sua determinar os limites de tempo dos seus diálogos.
Redobre, portanto, seus esforços para organizar sua agenda de entrevistas.
Passo 7 – Estabeleça um código de conduta telefônica.
Evite escravizar-se ao telefone. Agrupe as ligações para logo se ver livre delas. Evite interrupções telefônicas quando estiver trabalhando em assuntos importantes (desligue o aparelho, ou peça a alguém para anotar recados).
Se precisa fazer ligações diariamente, tente estabelecer um horário para isso. Evite pegar o telefone impulsivamente – organize seus pensamentos e discuta os assuntos em uma seqüência ordenada.

DE VOLTA AOS ANTIGOS CONCEITOS

Para administrar eficazmente o seu tempo, basta fazer uma revisão nos conceitos “furados”.
Com o acréscimo de algumas palavras, os velhos conceitos se transformam em poderosas diretrizes gerenciais.
Eis a versão revisada:
  1. Faça uma lista das tarefas que você precisa executar diariamente; então, estabeleça prioridades e programe as atividades, concentrando-se nestas tarefas até que os itens programados estejam executados.
  2. Cuide primeiro dos assuntos importantes; estes devem sempre prevalecer sobre aqueles que meramente parecem urgentes.
  3. Distribua sua carga de trabalho proporcionalmente de acordo com a importância dos assuntos que você tem à mão.
Estas mudanças, aparentemente sutis, transformam os três conceitos “furados” de tempo em regras altamente eficazes.
Siga estas diretrizes e você se tornará mais eficaz – produzindo mais em menos tempo.
COMO DELEGAR
A delegação determina em grande parte a sua eficácia como executivo, gerente ou supervisor. A qualidade do seu trabalho.
também depende de sua capacidade de delegar adequadamente. Se você o fizer, multiplicará a sua produtividade.
Quanto mais cedo detectar, no seu processo de planejamento, a sobrecarga de trabalho, sua ou de outra pessoa, mais eficaz você será corrigindo o problema.
Não espere fazer tudo sozinho. Talvez você perca muito tempo tentando dominar algo em que não é muito bom.
Delegar, apropriadamente, à pessoa certa, com experiência adequada, é uma das habilidades executivas mais importantes.
Quando você delega, está designando uma tarefa a uma pessoa e a autoridade para executá-la, mesmo que não transfira a sua responsabilidade pessoal, que continua com você.
O Delegante Eficaz
  1. Identifica a pessoa certa para fazer o trabalho.
  2. Delega agora, dando tempo suficiente para a conclusão.
  3. Expõe claramente o objetivo.
  4. Fornece todas as informações necessárias para a conclusão da tarefa.
  5. Certifica-se de que o staff entendeu a tarefa antes de começar a trabalhar.
  6. Marca uma data para conclusão.
  7. Incentiva um plano de projeto por escrito.
  8. Monitora periodicamente a evolução.
  9. É acessível para esclarecimentos e conselhos.
  10. Assume a responsabilidade, mas dá crédito à pessoa que realizou o trabalho.
  11. Ajuda o staff a crescer, conferindo-lhe novas responsabilidades.
Faça agora
O primeiro passo para começar a aproveitar melhor o tempo é organizando o espaço de trabalho.
É necessário começar pelas pilhas de papéis e documentos que povoam mesas dos escritórios.
Ao pegar no papel ou documento pela primeira vez deve-se resolver de imediato, tratar do assunto e direcionar o papel para o lugar certo.
Não se pode usar dos adiamentos, pois quanto mais adiar-se uma tarefa, outras mais se acumularão.
Portanto, ao se tratar de um assunto, deve-se resolver no ato (faça agora), para não simplesmente trocar o problema (papel) de lugar.
Além disso, é importante que se faça tudo de uma vez só, não compensa perder tempo para ler cada um dos documentos, para ler depois analisar e por fim tomar uma providência.
O correto é logo que se começar a resolver um assunto, o fazê-lo de uma só vez, eliminando-se etapas desnecessárias do processo de trabalho.
Outro aspecto importante é trabalhar-se com a mente limpa. Milhares de afazeres menores rondam a mente tirando a atenção da pessoa do assunto a ser tratado no momento por serem puxados pela memória.
Por isso, deve-se eliminar essas pequenas coisas para depois se ter maior concentração maiores facilitando-se sua execução.
Além do que, a importância de se tratar de pequenos problemas está no fato de que assim evita-se que se tornem problemas maiores e mais difíceis de se resolver.
Muitas vezes durante o dia as pessoas são interrompidas pelos chefes, companheiros de trabalho, subordinados e clientes, justamente por não resolverem pequenos problemas piorados com os adiamentos.
Atrasos geram problemas, e problemas geram interrupções que atrapalham o desenvolvimento das atividades nas quais está-se trabalhando.
Desta forma faz-se necessário identificar as prioridades de trabalho, reservando-se tempo para elas, identificar-se as causas e remediá-las.
Devemos focalizar aquelas atividades que mais podem contribuir para atingir os objetivos globais previstos.
Questionar sempre as urgências, usando os seus critérios e comprando-os com os do interlocutor.
Preocupações impedem pessoas de visualizar o futuro, as prendem a fatos passados, impedindo-as de desempenharem boas ações no presente.
Resolvendo primeiramente as tarefas mais desagradáveis ao invés de adiá-las, evita-se tais preocupações e, sentindo-se melhor, as pessoas trabalham melhor.
Naturalmente, não são todas as tarefas que são possíveis de ser resolvidas no exato momento, algumas dependem de outras pessoas ou fatos, dados indispensáveis momentaneamente, e são essas que devem ser classificadas como pendências.
Há também de se ter pertinência pois há tarefas que são verdadeiramente bobas e não devem merecer atenção imediata.

LIDANDO COM INTERRUPÇÕES

Nem todas as interrupções, obviamente são ruins. Na verdade, existem algumas interrupções boas, aquelas onde se discutem boas idéias.
Para cortar interrupções indesejáveis:
Comece a dividir a sua comunicação em lotes. Evite a cada assunto que surge discutir imediatamente com o responsável por isso.
Em vez disso discuta vários problemas no mesmo momento.

COMO PRIORIZAR ASSUNTOS EM FUNÇÃO DE IMPORTÂNCIA E URGÊNCIA?

A TIRANIA DA URGÊNCIA RESIDE NA SUA DISTORÇÃO DE PRIORIDADES – PELO SUTIL DISFARCE DE PROJETOS MENORES COM STATUS MAIOR, COMUMENTE SOB A MÁSCARA DE “CRISE”.
Assuntos importantes são aqueles que são relevantes em termos de nossos objetivos. Urgências são caracterizadas por uma necessidade premente de se realizar atividades dentro de um prazo específico, podendo ser ou não coincidente com um assunto importante.
Programar seu tempo ou seu trabalho?
“O que é que eu realmente consegui fazer hoje?”, quando, no fundo, você já sabe qual é resposta. Como é que pode acontecer este fenômeno?
É porque nos deixamos ser controlados pelas urgências dos outros, mesmo quando estes assuntos não contribuem de nenhuma forma para objetivos em mira.
Devemos nos perguntar onde estamos e para onde estamos tendendo.
PETER DRUCKER fala que: não conseguimos atingir nossas metas diárias porque, em termos de administração de tempo, procedemos de maneira totalmente inversa, isto é, procuramos espremer uma “massa” que se encontra em processo de constante expansão, dentro de um compartimento rígido e limitado.
O importante é procurar alocar previamente uma parcela de tempo para a execução de tarefa, executando, em primeiro lugar, aquela tarefa que produzir mais resultados ou consequências.
Tarefas importantes e tarefas urgentes
O combate a URGÊNCIAS é fundamental para a concentração do tempo nas IMPORTÂNCIAS.
Para combater as URGÊNCIAS é preciso que:
O que é inesperado não é necessariamente importante! Diante do inesperado, resista à tentação de execução imediata, procurando antes identificar a importância/urgência da tarefa.
Ordem Pessoas têm mania de guardar coisas sob o pretexto de talvez precisar delas mais tarde. No entanto, deve-se guardar somente o que realmente é importante e pode ser útil mais tarde.
Há um conceito de que a desordem instiga a criatividade, o que não é verdade. Segundo o “Wall Street Journal” as pessoas passam em média 6 semanas por ano procurando coisas no escritório.
Além da ordem ajudar no acesso às informações de maneira rápida, possibilita um ambiente confortável, e isto ajuda a aumentar a produtividade.
Para trato dos papéis, usa-se o sistema de bandejas, sendo uma para entrada de documentos, uma de pendências e outra para saída.
Entrada: assuntos novos; materiais ainda não analisados a serem tratados.
Pendências: aqueles que não podem ser resolvidos de momento; não podem ficar mais de 24 ou 48 horas pendentes.
Saída: assuntos resolvidos, aqueles que já podem ser arquivados ou eliminados.
Um outro ponto crucial é a eficiência, eficácia e rapidez no trabalho, é necessário ter-se todo o material, ferramentas funcionando perfeitamente e saber-se utilizá-los.
Esses materiais vão desde clipes, grampeadores e tesouras até copiadoras, fax e computadores.
É sempre bom manter-se atualizado acerca de novas ferramentas de trabalho que surgem.
Arquivos
Os arquivos devem estar divididos em arquivos de trabalhos do momento, arquivos de referência e arquivo morto.
Arquivo de trabalho do momento: São aqueles em que se trabalham nos projetos atuais.
Devem estar sempre à mão, de fácil acesso como telefones, códigos, política da empresa, endereços, etc.
Depois de serem discutidos (reuniões), há os arquivos de rotina e os de acompanhamento que devem ser divididos de 1 a 12 (representando os meses) e outra parte de 1 a 31(dias); Nestes devem ser colocados aqueles trabalhos diários, substituindo-se lembretes escritos em papéis por anotações na agenda e coloca-se cada arquivo no dia correspondente do mês a ser tratado.
Arquivos de referência: São os projetos futuros e passados, informações sobre os recursos da empresa, informações sobre o pessoal, dados administrativos, verbas, contas de clientes.
Procura-se guardar o que é necessário e, se for possível, entregar documentos a outras pessoas que seja mais conveniente.
Arquivo Morto: Normalmente, arquivos de até três anos, para fins jurídicos e tributários da empresa.
Para os arquivos eletrônicos, é muito útil distribuí-los em pastas a serem criadas por categorias, de acordo com o tipo de arquivo e o tipo de aplicativo existentes.
As mensagens do correio eletrônico devem ser filtradas logo na tela, selecionando os relevantes, apagando as mensagens inúteis e se for realmente preciso, guardá-las.
Porem as que não precisarem ser guardadas devem ser logo apagadas para que não fiquem ocupando espaço.

ORGANIZE SISTEMAS DE FOLLOW-UP EFICIENTES

Porque ter lembretes sempre à frente, não vai necessariamente nos levar à concentração, ao foco e à produtividade.
Se esses lembretes ficarem pendurados durante um determinado tempo, você não os verá mais.
Olhá-los e não tomar uma atitude em relação a todos eles, reforça um hábito: NÃO FAÇA AGORA. Coloque em prática sistemas simples, que permitem superar esses problemas e fazer o trabalho realmente importante.
  1. Transfira seus papéis para um arquivo que lhe permite agendar material, através de lembretes, de acordo com o dia: – (1 a 31) ou por mês (de 1 a 12). Se você envia uma carta e espera resposta em uma semana, coloque o lembrete com uma cópia da carta que irá lembrá-lo de que precisa falar novamente com o cliente.
  2. Também poderá consolidar todas as pequenas tarefas em um caderno de registros o que elimina a necessidade de pequenos pedaços de papel. Use quando você se lembrar de algo e precisa um lugar para escrever. Mantenha nele um diário de atividades em ordem cronológicas. Você deve datar cada um dos registros. Escreva em letras grandes e separe cada registro. Quando concluir uma tarefa, faça um (X) grande sobre ela. Até criar o hábito, deixe-o sempre em cima de sua mesa.
  3. No sistema de agenda, como são datadas, elas prevêm as necessidades futuras e você pode utilizá-las, como um sistema linear de lembretes. A boa regra para qualquer sistema de agenda é você escolher um sistema para mesa com várias seções e características, ou uma de bolso. Utilize agenda que tenha a função de visão rápida da semana. Aprenda a utilizar todos os recursos do seu sistema de agenda.
  4. Existem sistemas de agendas eletrônicas portáteis que podem nos fornecer uma grande quantidade de informações. Qualquer que seja o tamanho existem alguns inconvenientes. Um sistema/agenda do tamanho da palma da mão pode ter um teclado difícil de se trabalhar. Existem programas com várias funções que você pode utilizar para fazer anotações rápidas e depois revisar e ajustar como acontece quando você planeja no papel. Muitas pessoas combinam os sistemas de agenda de papel e eletrônica, que pode imprimir a sua agenda em qualquer tamanho e você poderá levar o impresso ao invés do computador.

Post completo em:

Fonte: Contabilidade em São Paulo - AGS Contabilidade Integrada
submitted by agscontabilidade to u/agscontabilidade [link] [comments]


2019.05.24 01:20 ricardoorganizacao Câncer de mama: dos primeiros sinais ao tratamento

que é Câncer de mama?
O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve na mama como consequência de alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, que passam a se dividir descontroladamente. Ocorre o crescimento anormal das células mamárias, tanto do ducto mamário quanto dos glóbulos mamários. Esse é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres em todo o mundo, sendo 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes pela doença por ano, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). A proporção em homens e mulheres é de 1:100 - ou seja, para cada 100 mulheres com câncer de mama, um homem terá a doença. No Brasil, o Ministério da Saúde estima 52.680 casos novos em um ano, com um risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, cerca de uma a cada 12 mulheres terão um tumor nas mamas até os 90 anos de idade. Segundo o INCA, é que represente, em 2016, 28,1% do total dos cânceres da mulher.
Tipos
Existem diversos tipos e subtipos de câncer de mama. No geral, o diagnóstico leva em conta alguns critérios: se o tumor é ou não invasivo, seu tipohistológico, avaliação imunoistoquímica e seu estadio (extensão):
Tumor invasivo ou não
Um câncer de mama não invasivo, também chamado de câncer in situ, é aquele que está contido em algum ponto da mama, sem se espalhar para outros órgãos - a membrana que reveste o tumor não se rompe, e as células cancerosas ficam concentradas dentro daquele nódulo. Já o tipo invasivo acontece quando essa membrana se rompe e as células cancerosas invadem outros pontos do organismo. Todo câncer in situ tem potencial para se transformar em invasor.
Avaliação Imunoistoquímica
Também chamada de IQH, a avaliação imunoistoquímica para o câncer de mama avalia se aquele tumor tem os chamados receptores hormonais. Aproximadamente 65 a 70% dos cânceres de mama tem esses receptores, que são uma espécie de ancoradouro para um determinado hormônio. Existem três tipos de receptores hormonais: o de estrógeno, o de progesterona e o de HER-2. Esses receptores fazem com que o determinado hormônio seja atraído para o tumor, se ligando ao receptor e fazendo com que essa célula maligna se divida, agravando a doença.
A progesterona e o estrógeno são hormônios que circulam normalmente por nosso organismo, que podem se ligar aos receptores hormonais do câncer de mama, quando houver. Já o HER-2 (sigla para receptor 2 do fator de crescimento epidérmico humano) é um gene que pode ser encontrado em todas as células do corpo humano, que tem como função ajudar a célula nos processos de divisão celular. O gene HER-2 faz com que a célula produza uma proteína chamada proteína HER-2, que fica na superfície das células. De tempos em tempos, a proteína HER-2 envia sinais para o núcleo da célula, avisando que chegou o momento da divisão celular. Na mama, cada célula possui duas cópias do gene HER-2, que contribuem para o funcionamento normal destas células. Porém, em algumas pacientes ocorre o aparecimento de um grande número de genes HER-2 no interior das células da mama. Com o aumento do número de genes HER-2 no núcleo, ficará também aumentado o número de receptores HER-2 na superfície das células.
Tipo histológico do câncer de mama
O tipo histológico é como se fosse o nome e o sobrenome do câncer. Os tipos histológicos se dividem em vários subtipos, de acordo com fatores como a presença ou ausência de receptores hormonais e extensão do tumor. Os tipos mais básicos de câncer de mama são:
· Carcinoma ducta in situ: é o tipo mais comum de câncer de mama não invasivo. Ele afeta os ductos da mama, que são os canais que conduzem leite. Ele não invade outros tecidos nem se espalha pela corrente sanguínea, a membrana que reveste o tumor não se rompe, e as células cancerosas ficam concentradas dentro daquele nódulo mas pode ser multifocal, ou seja, pode haver vários focos dessa neoplasia na mesma mama. Caracteriza-se pela presença de um ou mais receptores hormonais na superfície das células.Todo câncer de mama in situ tem potencial para se transformar em invasor.
· Carcinoma ductal invasivo: ele também acomete os ductos da mama, e se caracteriza por um tumor que pode invadir os tecidos que os circundam. O câncer do tipo ductal invasivo representa de 65 a 85% dos cânceres de mama invasivos. Esse carcinoma pode crescer localmente ou se espalhar para outros órgãos por meio de veias e vasos linfáticos. Caracteriza-se pela presença de um ou mais receptores hormonais na superfície das células.
· Carcinoma lobular in situ: ele se origina nas células dos lobos mamários e não tem a capacidade de invasão dos tecidos adjacentes. Frequentemente é multifocal. O carcinoma lobular in situ representa de 2 a 6% dos casos de câncer de mama.
· Carcinoma lobular invasivo: ele também nasce dos lobos mamários e é o segundo tipo mais comum. O carcinoma lobular invasivo pode invadir outros tecidos e crescer localmente ou se espalhar. Geralmente apresenta receptores de estrógeno e progesterona na superfície das células, mas raramente a proteína HER-2.Tem maior de afetar as duas mamas.
· Carcinoma inflamatório: raramente apresenta receptores hormonais, podendo ser chamado de triplo negativo. Ele é a forma mais agressiva de câncer de mama – e também a mais rara. O carcinoma inflamatório se apresenta como uma inflamação na mama e frequentemente tem uma grande extensão. Ele também começa nas glândulas que produzem leite. As chances dele se espalhar por outras partes do corpo e produzir metástase é grande.
· Doença de Paget: é um tipo de câncer de mama que acomete a aréola ou mamilos, podendo afetar os dois ao mesmo tempo. Ele representa de 0,5 a 4,3% de todos os casos de carcinoma mamário, sendo portando uma forma mais rara. Ele é caracterizado por alterações na pele do mamilo, como crostas e inflamações – no entanto, também pode ser assintomático. Existem duas teorias para explicar a origem da doença de Paget da mama: as células tumorais podem crescer nos ductos mamários e progredir em direção à epiderme do mamilo, ou então as células tumorais se desenvolvem já na porção terminal dos ductos, na junção com a epiderme.
Estadiamento do câncer de mama
O câncer de mama é dividido em quatro estadios ou estágios, conforme a extensão da doença, que vão do 0 ao 4:
· Estadio 0: as células cancerosas ainda estão contidas nos ductos, por isso o problema é quase sempre curável
· Estadio 1: tumor com menos de 2 cm, sem acometimento das glândulas linfáticas da axila
· Estadio 3: nódulo com mais de 5 cm que pode alcançar estruturas vizinhas, como músculo e pele, assim como as glândulas linfáticas. Mas ainda não há indício de que o câncer se espalhou pelo corpo
· Estadio 4: tumores de qualquer tamanho com metástases e, geralmente, há comprometimento das glândulas linfáticas. No Brasil cerca de 60 a 70% dos casos são diagnosticado em estadio 3 ou 4.
Fatores de risco
Os principais fatores de risco para o câncer de mama são:
)
Histórico familiar
Os critérios para identificar o risco genético para a doença são:
· Dois ou mais parentes de primeiro grau com câncer de mama
· Um parente de primeiro grau e dois ou mais parentes de segundo ou terceiro grau com a doença
· Dois parentes de primeiro grau com esse tipo de câncer, sendo que um teve a doença antes de 45 anos
· Um parente de primeiro grau com câncer de mama bilateral
· Um parente de primeiro grau com a doença e um ou mais parentes com câncer de ovário
· Um parente de segundo ou terceiro grau com câncer de mama e dois ou mais com câncer de ovário
· Três ou mais parentes de segundo ou terceiro grau com a doença
· E dois parentes de segundo ou terceiro grau com câncer de mama e um ou mais com câncer de ovário.
Idade
As mulheres entre 40 e 69 anos são as principais vítimas. Isso porque a exposição ao hormônio estrógeno está no auge com a chegada dessa idade. A partir dos 50 anos, particularmente, os riscos entram em uma curva ascendente.
Menstruação precoce
A relação com a menstruação está no fato de que é no início desse período que o corpo da mulher passa a produzir quantidades maiores do hormônio estrógeno. Esse hormônio em quantidades alteradas facilita a proliferação desordenada de células mamárias, resultando em um tumor. Quanto mais intensa e duradoura é a ação do hormônio nas células mamárias, maior é a probabilidade de um tumor. Se a primeira menstruação ocorre por volta dos 9 ou 10 anos de idade, é porque os ovários intensificaram a produção do hormônio cedo e, assim, o organismo ficará exposto ao estrógeno por mais tempo no decorrer da vida.
Menopausa tardia
A lógica nesse caso é a mesma do caso acima - enquanto a menstruação não cessa, os ovários continuam a produzir o estrógeno, deixando as glândulas mamárias mais expostas ao crescimento celular desordenado.
Reposição hormonal
Muitas mulheres procuram a reposição hormonal para diminuir os sintomas da menopausa. Mas essa reposição - principalmente de esteroides, como estrógeno e progesterona - pode aumentar as chances. Na menopausa, os tecidos ficam ainda mais sensíveis à ação do estrógeno, já que os níveis desse hormônio estão baixos devido à ausência de sua produção pelo ovário. Como alternativa à reposição hormonal, é indicada a prática de exercícios físicos e uma dieta balanceada.
Colesterol alto
O colesterol é a gordura que serve de matéria prima para a fabricação do estrógeno. Dessa forma, mulheres que altos níveis de colesterol tendem a produzir esse hormônio em maior quantidade, aumentando o risco de câncer de mama.
Obesidade
O excesso de peso é um fator de risco para o câncer de mama principalmente após a menopausa. Isso porque a partir dessa idade o tecido gorduroso passa a atuar como uma nova fábrica de hormônios. Sob a ação de enzimas, a gordura armazenada nas mamas, por exemplo, é convertida em estrógeno. O alerta é mais sério para aquelas que apresentam um índice de massa corporal (IMC) igual ou superior a 30. A redução de apenas 5% do peso já cortaria quase pela metade os riscos de desenvolver alguns dos principais tipos da doença. A constatação é de pesquisadores do Centro de Prevenção Fred Hutchinson (EUA), com base na avaliação de dados de 439 mulheres acima do peso entre 50 e 75 anos de idade.
Ausência de gravidez
Mulheres que nunca tiveram filhos têm mais chances devido a ausência de amamentação. Quando a mulher amamenta, ela estimula as glândulas mamárias e diminui a quantidade de hormônios, como o estrógeno, em sua corrente sanguínea.
Saiba mais:
Tudo sobre emagrecimento saudável
Lesões de risco
Já ter apresentado algum tipo de alteração na mama não relacionada ao câncer de mama também pode aumentar as chances do surgimento de tumores. Dessa forma, pequenos cistos ou calcificações encontrados na mama, ainda que benignos, devem ser acompanhados com atenção.
Tumor de mama anterior
Pacientes que já tiveram câncer de mama têm mais chances de apresentar outro tumor - nesse caso é chamado de câncer recidivo ou que sofreu uma recidiva.
Sintomas
Sintomas de Câncer de mama
Os sintomas do câncer de mama variam conforme o tamanho e estágio do tumor. A maioria dos tumores da mama, quando iniciais, não apresenta sintomas.
Caso o tumor já esteja perceptível ao toque do dedo, é sinal de que ele tem cerca de 1 cm³ - o que já é uma lesão muito grande. Por isso é importante fazer os exames preventivos (como a mamografia) na idade adequada, antes do aparecimento deste e de qualquer outro sintoma do câncer de mama.
Veja os outros sinais possíveis do câncer de mama:
· Vermelhidão na pele, inchaço ou calor
· Alterações no formato dos mamilos e das mamas, principalmente as alterações recentes, é possível até que uma mama fique diferente da outra
· Nódulos na axila
· Secreção escura saindo pelo mamilo
· Pele enrugada, como uma casca de laranja
· Em estágios avançados, a mama pode abrir uma ferida.
Diagnóstico e Exames
Diagnóstico de Câncer de mama
Além da mamografia, ressonância magnética, ecografia e outros exames de imagem que podem ser feitos para identificar uma alteração suspeita de câncer de mama, é necessário fazer uma biópsia do tecido coletado da mama. Nesse material da biópsia é que a equipe médica identifica se as células são tumorosas ou não. Caso seja feito o diagnóstico, os médicos irão fazer o estudo dos receptores hormonais para saber se aquele tumor expressa algum ou não, além de sua classificação histológica. O tratamento vai ser determinado pela presença ou ausência desses receptores na célula maligna, bem como o prognóstico do paciente.
Na consulta médica
Chegando ao consultório com a mamografia suspeita para câncer de mama, o médico fará perguntas sobre seu histórico familiar da doença, idade, data de início da menstruação, se você já está na menopausa e outras questões relacionadas a fatores de risco. Depois, fará a análise da mamografia e da biópsia a fim de encontrar o diagnóstico.
Caso você já tenha recebido o diagnóstico, é importante tirar todas as suas dúvidas com o médico e não deixar nada escapar. Confira algumas dicas para aproveitar ao máximo a consulta:
· Se não entender o médico, peça que repita com termos mais simples ou usando desenhos
· Leve um caderno para a consulta e anote os pontos mais importantes e para levar dúvidas anotadas para as consultas
· Caso queira informações adicionais sobre seu caso, peça a seu médico que indique livros, sites ou artigos
· Prefira levar um acompanhante para ajudar na assimilação de novas informações.
Segue uma lista de perguntas importantes para fazer na consulta:
· Onde está a doença nesse momento e qual a sua extensão?
· Meu câncer é receptor de hormônio positivo ou negativo?
· Meu câncer é HER-2 positivo ou negativo?
· Quais são as opções de tratamento e como elas funcionam?
· Quais são os efeitos colaterais mais e menos comuns do tratamento?
· Como esse tratamento me beneficiará?
· Posso evitar os desconfortos do tratamento? Como?
· Qual a previsão de duração do tratamento?
· Precisarei visitar o médico e realizar exames com que frequência durante o tratamento? Quais exames serão necessários?
· Precisarei ficar internada?
· Precisarei seguir dieta específica?
· Posso fazer a reconstrução mamária? Como ficará minha mama?
· Posso apresentar linfedema? Quais são as chances?
· Meu câncer voltará? Quais são as chances?
· Para quem devo ligar se tiver dúvidas e problemas relativos ao tratamento?
· Quando terminar, quais serão os próximos passos?
· Eu tenho outras doenças concomitantes que afetam a minha capacidade de tolerar tratamentos?
· Há alguma recomendação especial para esse momento?
Tratamento e Cuidados
Tratamento de Câncer de mama
Existem diversos tratamentos para o câncer de mama, que podem ser combinados ou não. Todo câncer deverá ser retirado com uma cirurgia, que pode retirar parte da mama ou ela toda – entretanto, em alguns casos pode ser que a cirurgia seja combinada com outros tratamentos.
O que vai determinar a escolha do tratamento é a presença ou ausência de receptores hormonais, o estadiamento do tumor, se já apresenta o diagnóstico com metástase ou não.
Outro fator determinante para o tratamento é a paciente e qual o seu estado de saúde e época da vida. Tratar o quadro em uma mulher de 45 anos, saudável, é completamente diferente de fazer o tratamento em uma mulher com 80 anos e doenças relacionadas – ainda que o tipo e extensão do câncer sejam exatamente iguais. Nesse caso, deve ser levado em conta o impacto dos tratamentos e se eles irão interferir na qualidade de vida da paciente. Os tratamentos são divididos entre terapia local e terapia sistêmica:
Terapia local de câncer de mama
O câncer de mama tratado localmente será submetido a uma cirurgia parcial ou total seguida de radioterapia:
· Cirurgia: é a modalidade de tratamento mais antiga. Quando o tumor se encontra em estágio inicial, a retirada é mais fácil e com menor comprometimento da mama
· Radioterapia: terapia que usa radiação ionizante no local do tumor. É muito utilizada para tumores que ainda não se espalharam e não metástases, para os quais não é necessária a retirada de grande parte da mama. A radioterapia também pode ser usada nos casos em que o câncer de mama não pode ser retirado completamente com a cirurgia, ou quando se quer diminuir o risco de o tumor voltar a crescer. Dura aproximadamente um mês.
Terapia sistêmica do câncer de mama
O tratamento sistêmico se faz com um conjunto que medicamentos que serão infundidos por via oral ou diretamente na corrente sanguínea. Em ambos os casos, o tratamento não é feito de forma local – ou seja, o medicamento irá circular por todo o organismo, inclusive onde o tumor se encontra. Há três modalidade de terapia sistêmica:
· Quimioterapia: tratamento que utiliza medicamentos orais ou intravenosos, com o objetivo de destruir, controlar ou inibir o crescimento das células doentes. A quimio pode ser feita antes ou após a cirurgia, e o período de tratamento varia conforme o câncer de mama e a paciente
· Hormonioterapia: tem como objetivo impedir a ação dos hormônios que fazem as células cancerígenas crescerem. A hormonioterapia, portanto, só poderá ser utilizada em pacientes que apresentam pelo menos um receptor hormonal em seu tumor. Essa terapia no geral é feita via oral, e as drogas agem bloqueando ou suprimindo os efeitos do hormônio sobre o órgão afetado
· Imunoterapia: também conhecido como terapia anti HER-2, essa modalidade é constituída de drogas que bloqueiam alvos específicos de determinadas proteínas ou mecanismo de divisão celular presente apenas nas células tumorais ou presentes preferencialmente nas células tumorais. São medicamentos ministrados geralmente via oral. Quando o tumor expressa a proteína HER-2 em grande quantidade, por exemplo, são utilizadas drogas que irão destruir essas células especificamente. Existem outras proteínas ou processos celular que podem se acentuar no tumor e intensificar seu crescimento, e as drogas da terapia alvo irão agir nesses pontos específicos.
Caso o tumor tenha grande extensão, pode ser que o médico recomende uma terapia sistêmica inicialmente, para diminuir o tamanho do câncer de mama e assim fazer a cirurgia parcial. Se o câncer apresentar metástases, a terapia sistêmica também é indicada, já que as drogas agem no corpo inteiro, encontrando focos do tumor e eliminando. A escolha do tratamento tem que levar em conta a curabilidade da doença e a tolerância à toxicidade do tratamento (algumas mulheres não podem se expor a tratamentos muito severos durante um longo período). Pacientes que sofreram metástases deverão se submeter ao algum tratamento sistêmico para o resto da vida, além do acompanhamento clínico.
Complicações possíveis
Entre as complicações está a recidiva, que é a volta de um tumor já tratado. A recidiva do câncer de mama ocorre nos dois ou três primeiros anos após a retirada do tumor, por isso é necessário fazer um acompanhamento próximo nesse período, com mamografias regulares em intervalos de seis meses ou anualmente mais análise clínica do paciente. O tumor também pode invadir outros tecidos e se espalhar pela circulação sanguínea ou linfática, atingindo outros órgãos como fígado e ossos - causando as chamadas metástases. Se o câncer for metastático, o tratamento deve ser sistêmico e acompanhado também individualmente.
Além disso, há os efeitos colaterais das terapias. Após a cirurgia, é necessário acompanhamento com médico e fisioterapeuta para evitar o rompimento dos pontos e necrose de tecidos - também é importante manter a higienização do local para evitar infecções. A cirurgia também envolve a modificação e pode causar uma série de alterações psicológicas na paciente, além das físicas.
A hormonioterapia pode piorar os sintomas da menopausa, favorecer a osteoporose, aumentar o risco de trombose e coágulos nas pernas - entretanto, esses efeitos colaterais são raros e as pacientes no geral tem uma alta tolerância ao tratamento.
Durante a quimioterapia a mulher pode sofrer infecções bucais, queda de cabelo, diarreia, náuseas e baixa imunidade temporária. Algumas quimioterapias também pode afetar a saúde cardiovascular - por isso é importante o acompanhamento com cardiologista. O sistema reprodutor também pode ser afetado, por isso, se você estiver em idade reprodutiva e pretende ter filhos, discuta com seu médico e parceiro(a) a possibilidade de se fazer o congelamento de óvulos. A queda dos cabelos é efeito mais comum da quimioterapia e não é controlável - isso porque o tratamento irá matar tudo aquilo que está crescendo. Dessa forma, além da queda de cabelo, pode ser que você perceba as unhas mais fracas também.
A terapia anti HER-2 tem menos efeitos colaterais, mas pode induzir uma toxicidade no coração - por isso, muita atenção com o cardiologista se optar por esse tratamento. Os anticorpos monoclonais, ligando-se às células cancerígenas e destruindo-as especificamente, apresentam geralmente menor grau de toxicidade que os quimioterápios convencionais. Ainda sim, pode gerar efeitos como falta de ar, sensação de calor, queda da pressão arterial e rubor. Notifique imediatamente a equipe que te atende ao sinal desses sintomas. Normalmente, esses efeitos diminuem nas administrações posteriores. Já a radioterapia pode causar cansaço e queimaduras leves na pele que voltam ao normal com o fim da terapia.
Convivendo (prognóstico)
Câncer de mama tem cura?
A maior chance de cura é por meio do diagnóstico precoce. Um tumor diagnosticado no estadio 0 ou 1 chega a ter mais 90% de chance de cura. Já um câncer de mama no estadio 3 ou 4 tem de 30 a 40% de chance de cura total. Mas isso não é motivo para desistir ou achar que o seu caso não tem cura – com o tratamento adequado e força de vontade, todo o obstáculo é transpassado. Mesmo cânceres em estadios mais avançados podem responder bem ao tratamento, podendo ser operados e retirados completamente. Por isso é importante conversar com seu médico e sempre buscar novas formas de lidar com a doença.
Convivendo/ Prognóstico
O prognóstico do câncer de mama depende de todas as características do tumor e paciente, como também da disponibilidade das drogas adequadas. No Brasil ainda não está disponível a terapia anti HER2 para doença metastática, por exemplo. Além disso, 40% das mulheres com câncer no geral que precisam de radioterapia não recebem o tratamento porque não tem equipamentos suficientes no país para suprir a demanda. Esse tipo de complicação pode piorar o prognóstico de uma paciente, que fica dependente de uma fila de espera ou então precisa se inscrever em programas internacionais. Existem modelos matemáticos que ajudam a estimar o risco de recidiva nos próximos dez anos – mas seus resultados não são 100% corretos ou perfeitos. Existem métodos mais modernos que avaliam o tumor da paciente em sua composição genética, individualmente. Com base na avaliação dos genes do tumor da paciente faz-se um prognóstico individualizado e o benefício que qualquer tratamento vai trazer para a cura do câncer de mama. Entretanto, esses testes são mais sofisticados e não precisam ser enviados para fora do país para avaliação.
O tratamento também envolve uma serie de cuidados e práticas para minimizar os efeitos das terapias:
Como minimizar os efeitos adversos da quimioterapia?
· Náuseas e vômitos: consuma alimentos de fácil digestão e converse com seu oncologista sobre a necessidade da utilização de antieméticos.
· Planeje a alimentação: algumas pessoas sentem-se bem comendo antes da quimioterapia e outras, não – nesse caso, o hábito varia conforme a necessidade da paciente com câncer de mama. Entretanto, deve-se sempre aguardar pelo menos uma hora após a sessão para consumir qualquer alimento ou bebida.
· Coma devagar: consuma pequenas refeições, cinco ou seis vezes por dia, em vez de três grandes refeições, evitando ingerir líquidos enquanto come. Isso evite enjoos e vômitos.
· Prefira alimentos frescos e evite consumi-los muito quentes
· Evite alimentos e bebidas fortes, como café, peixe, cebola e alho. Eles também favorecem os vômitos.
Cuidados durante a radioterapia
O radioterapeuta e a equipe de enfermagem debem orientá-la sobre os cuidados específicos que deverão ser adotados durante o tratamento de radioterapia. Esses cuidados variam muito de acordo com a região a ser irradiada.
· Pele: lave a pele irradiada com sabão suave e água morna. Tente não coçar nem esfregar a área.
· Pomada: aplique pomadas ou cremes sobre a pele somende com aprovação médica.
· Prefira roupas folgadas e confortáveis e se possível cubra a região irradiada com roupas claras.
Mais do que viver, a paciente pode viver bem, cuidando de si própria com carinho e atenção. Para ajudar as pacientes nesse desafio, é cada vez mais comum a abordagem multidisciplinar para o câncer de mama, com apoio de dentistas, nutricionistas, fisioterapeutas, enfermeiros, psicólogos, preparadores físicos e etc.
Fisioterapia para câncer de mama
Ela promove a independência funcional da paciente, permitindo que realize as atividades que deseja sozinha e sem inconveniências. Proporciona alívio da dor e reduz a necessidade do uso de analgésicos. Geralmente o tratamento é indicado após a cirurgia.
Nutrição
O acompanhamento nutricional ajuda a prevenir a perda de peso e a desnutrição durante o tratamento. Além disso, ele ajuda a paciente com câncer de mama a seguir as restrições dietéticas corretas para evitar possíveis efeitos colaterais do tratamento.
Exercícios físicos e câncer de mama
Não importante a atividade - o que importa é praticar. A atividade física ajuda a "mandar" a fadiga embora, aumenta a energia, a disposição e a autoestima, além de proporcionar convívio social.
· Depois da cirurgia: converse com seu médico sobre o retorno às atividades físicas. Isso varia de acordo com o tempo de recuperação esperado para cada procedimento e estado paciente.
· Algumas pacientes podem apresentar queda de imunidade durante o tratamento, o que pode ocasionar infecções oportunistas. Por isso, não se recomendam atividades com a natação – já o contato com a água da piscina pode favorecer infecções.
· Caso a ideia seja frequentar uma academia de ginástica, opte pela atividade supervisionada por um profissional de educação física. Relate seu caso, para que ele indique a série de exercícios mais adequada.
Sexualidade e sensualidade
Durante o tratamento do câncer de mama, diversas situações como diminuição da libido, alterações hormonais e incômodos emocionais podem influenciar diretamente no seu comportamento sexual. É importante que entenda que esses transtornos são causados por situações físicas que você está enfrentando e não tem a ver o que você é em essência. Tente resgatar nesse período a sensualidade que há em você – mas tudo em seu tempo.
· Fale com seu parceiro ou parceira: converse sobre a diminuição da libido para que a pessoa não se sinta rejeitada e confusa com seu possível desinteresse sexual. A comunicação aberta poderá ajudar a buscar maneiras criativas de despertas a sua libido.
· Fale com seu oncologista: seu médico pode prescrever medicamentos para combater os efeitos colaterais do tratamento, motivos que levam ao desinteresse sexual.
· Fale com um psicólogo: o profissional pode ajudar identificando e tratando os obstáculos emocionais que colaboram com o desinteresse sexual.
Cuidados com a autoestima
A queda de cabelos e a mastectomia são os pontos que mais podem afetar a autoestima da paciente. Tente não se render a esses sentimentos e procure saídas para esses incômodos, que são pequenos perto da sua qualidade de vida e da luta que você está travando. Você pode guardar os fios naturais para aplicar em rabo de cavalo quando cabelos voltarem a crescer, ou então comprar perucas e usar lenços coloridos, refletindo sua personalidade. Busque outras atividades que façam você se sentir bem, como cursos de uma área que você se interesse. Tudo vale para reconquistar a autoconfiança ou então não deixar que ela se vá.
Administrando sentimentos
O câncer de mama pode gerar uma série de sentimentos, diversos altos e baixos. Isso tudo é normal – o ser humano é cheio de emoções e a doença pode maximizar esse aspecto. Entenda que alguns dias serão melhores que outras, mas não permita que o mais estar se instale. O importante é que você não se desespere em meio aos sentimentos que experimenta. Se você perceber algum sinal de depressão, como tristeza profunda, falta de sono e apetite, insegurança e desânimo, converse com seu oncologista sobre o assunto. Ele poderá recomendar uma visita ao psicólogo.
Impacto do câncer de mama na minha vida
· Casa: se você ainda não divide a tarefas com seu parceiro (a) e filhos, essa é a hora para determinar novas funções. Durante o tratamento pode ser que você se sinta indisposta, e todo o apoio é importante nesse sentido.
· Trabalho: se você se sentir disposta e com vontade de trabalhar, vá em frente - isso ajudará a manter o convívio social e atrelará compromissos a sai vida que não estão relacionados com o tumor. Porém, em alguns momentos, você poderá se sentir debilitada e pode ser que opte por deixar o trabalho.
· Vida financeira: seu orçamento pode ficar abalado caso você precise parar de trabalhar, mais as despesas do tratamento. Saiba que é possível requisitar auxílio-doença e não se envergonhe se precisar pedir ajuda a um parente ou amigo mais próximo. Rever os gastos durante esse período também é essencial.
Conversando com seus filhos
· A pessoa mais indicada para contar é você. Fale o mais rápido possível, para não criar um clima de omissão. Além disso, evite omitir a palavra câncer ou tratar o câncer de mama como um tabu. Isso somente criará medo em torno da doença
· Você não precisa contar detalhes da doença, mas esteja preparada para questionamentos
· Explique os efeitos colaterais da doença do tratamento, que é normal você ficar mais triste em alguns momentos, que é normal a queda de cabelos e outros efeitos. Isso evite choques.
· Seus filhos poderão apresentar mudanças de comportamento e desempenho na escola. É importante que o educador saiba lidar com isso e tenha liberdade de comentar com você se algo diferente ocorrer.
· Se sentir a necessidade, busque apoio de um psicólogo familiar.
Conversando com seu marido ou companheiro
O seu companheiro ou companheira é a pessoa que, assim como os filhos, estará mais próxima de você nesse momento. Conversem francamente sobre as demandas que surgirão e peça ajuda para enfrentar a doença.
Reconstrução de mama
Passível de ser realizada em quase todas as pacientes porém há dificuldade de acesso nas pacientes do SUS principalmente por fatores econômicos. Para quem não tem acesso, é recomendado o uso de prótese externa afim de equilibrar um pouco do peso sobre a coluna e principalmente para alívio estético e maior liberdade para vestimenta da paciente.
Prevenção
Prevenção
A prevenção do câncer de mama pode ser dividida em primária e secundária: a primeira envolve a adoção de hábitos saudáveis, e a segunda diz respeito a realização de exames de rastreamento, a fim de fazer o diagnóstico precoce:
Exercícios
Um estudo publicado no Journal of the National Cancer Institute apontou que adolescentes praticantes de exercícios físicos intensos diminuem as chances de sofrer de câncer de mama na fase adulta em até 23%. Nessa análise, a prática de atividade física deveria começar por volta dos 12 anos e durar por pelo menos dez anos para que a proteção contra a doença seja notada. Os exercícios são capazes de reduzir os níveis de estrógeno, hormônio relacionado ao risco de câncer. A prática de exercícios também diminui o estresse e ajuda no controle do peso, fatores que também influenciam no desenvolvimento do tumor. É importante na prevenção do câncer e na prevenção da recidiva.
Amamentação
Mulheres que amamentam os seus filhos por, pelo menos, seis meses, têm 5% menos chances de desenvolver a doença. Quando a mulher amamenta, ela estimula as glândulas mamárias e diminui a quantidade de hormônios, como o estrógeno, da sua corrente sanguínea.
Dieta balanceada
Manter uma dieta adequada ajuda no controle do peso, na prevenção de doenças crônicas e melhora a saúde como um todo. Além disso, um corpo saudável trabalha melhor, prevenindo o surgimento de tumores. Mulheres que consomem vegetais com frequência têm até 45% menos chances de desenvolver câncer de mama, de acordo com um estudo realizado pela Boston University. Alimentos como brócolis, mostarda, couve e hortaliças verdes são ricos em glucosinolatos, que são aminoácidos com um papel importante na prevenção e tratamento.
Estresse
Mulheres que vivem uma rotina muito agitada e estressante têm quase o dobro de chances de desenvolver câncer de mama, quando relacionada a outros fatores de risco. Técnicas de respiração, meditação e relaxamento, praticadas em Tai Chi e ioga, ajudam a controlar o estresse e a ansiedade.
Álcool
O consumo de apenas 14 gramas de álcool por dia pode aumentar as chances de câncer de mama em 30%. O mecanismo de ação pelo qual o consumo de álcool aumenta esse risco ainda permanece desconhecido, mas sabemos que ele influencia as vias de sinalização do estrógeno.
Controle do peso
Ao atingir a menopausa, mulheres com sobrepeso ou obesidade correm mais risco de desenvolver o tumor. E mais: o excesso de peso ainda aumenta as chances do câncer ser mais agressivo.
Faça a mamografia
A maioria das mulheres devem começar a fazer mamografias anualmente após os 50 anos, mas, para quem tem histórico familiar de câncer de mama, o exame deve começar 10 antes do caso mais precoce na família. Assim se um parente próximo teve esse tipo de câncer aos 40, é preciso começar a fazer mamografias anualmente a partir dos 30 anos. Fazer a mamografia anualmente em idade adequada pode reduzir a morte por câncer de mama em até 30%, segundo um estudo publicado na revista Radiology.
Mais sobre Câncer de mama
Seus direitos
· Reabilitação profissional: o serviço da Previdência Social visa readaptar ou reeducar o profissional para o retorno ao trabalho, com o fornecimento de materiais necessários à reabilitação (tais como taxas de inscrição em serviços profissionalizantes e auxílios para transporte e alimentação). Todos os segurados da Previdência têm direito à reabilitação.
· Auxílio-doença: você terá direito ao benefício mensal desde que fique por mais de 15 dias com incapacidade para o trabalho atestada por perícia médica da Previdência Social e que tenha contribuído com o INSS por no mínimo 12 meses (embora haja exceções). Compareça pessoalmente ou por intermédio de procurador a uma agência da Previdência Social, preencha o requerimento, apresente a documentação exigida e agende a perícia. O auxílio-doença deixará de ser pago quando você recuperar a capacidade para o trabalho, ou caso o direito se reverta em aposentadoria por invalidez.
· Aposentadoria por invalidez: você terá direito ao benefício se for segurada da Previdência Social e a perícia constatar que está incapacitada permanentemente par ao trabalho. Via de regra, é preciso ter contribuído com o INSS por, no mínimo, 12 meses para obter o benefício. Compareça pessoalmente ou por procurador a uma agência da Previdência Social, preencha o requerimento, apresente a documentação exigida e agende a perícia. Você ainda pode requerer o auxílio-doença pela internet, no site da Previdência Social ou pelo telefone gratuito 135.
· Isenção de imposto de renda: você tem direito à isenção do imposto de renda sobre os valores recebido a título de aposentadoria, pensão ou reforma, inclusive as complementações recebidas de entidades privadas e pensões alimentícias, mesmo que a doença tenha sido adquirida após a concessão da aposentadoria, pensão ou reforma. Procure o órgão responsável pelo pagamento da aposentadoria, pensão ou reforma e solicite a isenção do imposto de renda que incide sobre esses rendimentos.
· IPTU: não existe uma legislação nacional que garanta a isenção do IPTU para pessoas com determinadas patologias, como o câncer de mama, mas, como se trata de um imposto municipal, algumas cidades já garantes a isenção. Informe-se na Secretaria de Finanças do seu município.
· Cirurgia de reconstrução mamária: você tem direito a realizar a cirurgia reparadora gratuitamente, tanto pelo SUS como pelo plano de saúde. Se estiver em tratamento no SUS, exija o agendamento da cirurgia no próprio local e, se não estiver, dirija-se a uma Unidade Básica de Saúde e solicite seu encaminhamento para uma unidade especializada em reconstrução mamária. Pelo Plano de Saúde, consulte um cirurgião credenciado.
Compartilhando a experiência
A solidão pode ser um sentimento que assola a paciente com câncer de mama. Mas lembre-se que você não está sozinha. Peça ajuda, compartilhe sua experiência, procure centros e locais que façam terapia em grupo. Dissemine seu conhecimento e sua luta contra o câncer de mama e ajude a quebrar o estigma que existe em torno da doença. Incentive as mulheres a fazer a mamografia, converse com suas amigas e colegas sobre a importância do exame. Relate sua experiência para entidades de apoio ao paciente ou crie um blog para dividir suas questões com os leitores.
Perguntas frequentes
Qual a porcentagem de cânceres de mama que acontecem por conta da mutação genética?
A população geral tem cerca de 10 a 12% de riscos de desenvolver a doença. De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia, a presença da mutação entre os casos de câncer de mama gira em torno de 5 a 10%, sendo que 5% de todos os cânceres de mama são de mulheres com a mutação genética BRCA. Por isso, a maneira mais segura de tratar e prevenir é visitar o seu mastologista, quando indicado, e seguir suas orientações.
Uma pessoa que tem risco comprovado para câncer de mama pode fazer uma mastectomia preventiva?
Uma mulher com alto risco pode, sim, optar por fazer a mastectomia preventiva. A mastectomia preventiva mamária consiste na retirada da região interna da mama - ou seja, da glândula mamária juntamente com os ductos mamários - que são os locais onde pode acontecer a formação de um tumor. Com a retirada do interior da mama, os riscos de câncer reduzem em até 90%. As chances do câncer ainda existem porque 10% do tecido mamário é preservado para a nutrir a pele, auréola e mamilo. Na cirurgia sempre serão removidas as duas mamas, daí a denominação de dupla mastectomia preventiva.
Existem também tratamentos que usam os chamados anti-hormônios ou moduladores hormonais, que inibem a produção de estrógeno e impedem as células da mama de se multiplicarem. Esse tratamento, no entanto, é recomendado apenas para cânceres de mama hormonais - ou seja, que acontecem ou podem acontecer em decorrência de alterações hormonais - não sendo indicado para pessoas que tem o risco genético, por exemplo.
Para pacientes com risco genético, uma alternativa é redobrar a atenção e acompanhamento da mamas, partindo para exames de rastreamento, como ultrassom de mamas e mamografias, em intervalos de tempos mais curtos, a cada seis meses, por exemplo, dependendo do que o seu médico considerar mais seguro. O objetivo nesse caso é identificar o câncer numa fase muito precoce e iniciar o tratamento adequado a partir desse diagnóstico.
submitted by ricardoorganizacao to u/ricardoorganizacao [link] [comments]


2019.04.13 20:24 ScorchedPsyche [Server Vanilla Survival 1.14] Pra quem quiser jogar em comunidade! [Whitelist]

[Server Vanilla Survival 1.14] Pra quem quiser jogar em comunidade! [Whitelist]

PARA PARTICIPAR LEIA ANTES ESSE POST!

Estamos procurando somente por pessoas realmente interessadas em participar de uma comunidade adulta de Minecraft.


EDITADO: Idade mínima alterada para 18+ (SEM EXCEÇÕES); 

https://preview.redd.it/haeytllslq231.png?width=1920&format=png&auto=webp&s=70db656d82b9bc600bd01a9b1702dbf82cab6769

TL;DR (resumo): Servidor Minecraft Whitelist - com 20 vagas - sempre última versão com ideia inspirada no servidor HermitCraft.

Quem tiver interesse, ler abaixo.


Falae galera!

A ideia do servidor é encontrar um pessoal e dividir o servidor em temporadas como no HermitCraft. No caso, toda vez que sair uma atualização que mude muita coisa, como por exemplo a atualização Aquática, salvaríamos o mapa antigo e o servidor seria reiniciado pra todo mundo começar do 0.

Não tem nenhum custo atrelado em participar do servidor, não tem venda de nenhum pacote e nenhuma limitação dentro do servidor para os jogadores. Eu já pago por conta própria o servidor pois gosto bastante do jogo e, a cada atualização, ele tá ficando melhor na minha opinião. Não repassarei o custo pra quem quiser participar.

Outra coisa seria planejar em conjunto como montar essas temporadas como, por exemplo:
  • escolher qual seria a seed do próximo reset;
  • como seria dividido o mapa;
  • área comum para lojas e venda de produtos;
  • projetos comunitários;
  • eventos do servidor como, por exemplo, competições, minigames, etc;
  • que conteúdo personalizado será adicionado ao servidor, como data-packs;
  • etc.

O servidor já começou a sua primeira temporada na versão 1.14 e atualmente está dividido da seguinte forma:
  • sem plugins de proteção - baseado na confiança;
  • área de comércio: cada jogador pode montar sua loja e vender itens pelos preços desejados;
  • área livre para coleta de recursos ao extremo, ou seja, liberada a violação excessiva do terreno.
  • evitar destruição do terreno fora da área de coleta de recursos para que o mapa não fique todo destruído;
  • reserva de propriedade: cada jogador reserva determinadas áreas para construção;
  • The End/O Fim resetado com frequência para renovar loot/construções da dimensão;
  • Datapacks são arquivos para customizar o servidor com algumas funções extras. Atualmente o servidor possui os seguintes datapacks: MobHeadDrops, OnePlayerSleep, ZeroGrief, AFK Display e Dragon Drops Elytra.

Portanto, quem quiser participar, alguns pré-requisitos:
  • Versão Java do jogo
  • Minecraft deve ser original - servidor não aceita crackeado;
  • Idade mínima de 18 anos, SEM EXCEÇÕES;
  • Ter Discord;
  • Não sumir - manter uma certa frequência no servidor pois ele possui vagas limitadas.

Algumas coisas que não serão necessárias:
  • Não precisa ficar jogando junto o tempo inteiro, nem ficar um perto do outro. Vai ter alguns projetos de comunidade - decididos em conjunto - pra quem quiser participar;
  • Não precisa jogar o tempo inteiro. Vida em primeiro lugar;
  • Não precisa ficar entrando no Discord pra conversar. Se quiser ficar de boas jogando no teu canto, pode ficar. Às vezes temos dias difíceis!

No mais é isso! Tudo é discutível por que a ideia na verdade é só se divertir. Quem tiver interesse em participar posta no Discord (canal #formulários-entrevista) as seguintes infos:
  • Idade:
  • Possui Minecraft original e sua versão é Java:
  • Nick no jogo:
  • Por que quer participar do servidor:
  • Fale um pouco sobre você:
Quem for entrando vai poder ajudar a decidir quem de novas pessoas entram ou não. Também quem já estiver participando vai poder chamar amigos (passarão pelo mesmo processo porém).

Link do Discord: https://discord.gg/gyv39xm

Postar formulário no canal #formulários-entrevista

submitted by ScorchedPsyche to minecraftbrasil [link] [comments]


2018.04.24 03:15 AntonioMachado [2007] Ulrich Beck - Sociedade de Risco Mundial - Em Busca da Segurança Perdida

Pré-visualização aqui.
submitted by AntonioMachado to investigate_this [link] [comments]


2015.12.07 07:54 AntonioMachado [1936] F. Stuart Chapin - Social theory and social action

Texto aqui. Pontos mais interessantes:
filo-questões:
  • os instrumentos de medida dizem-nos mais sobre o investigador ou sobre o que é investigado?
  • saber é dever? ou seja, se eu souber qual a melhor opção devo segui-la necessariamente, para ser considerado moral?
  • o que é uma experiência?
  • a sociedade pode ser estudada cientificamente?
  • o que constitui uma teoria válida ou aceitável?
  • ...
ver também:
submitted by AntonioMachado to investigate_this [link] [comments]


2015.04.21 22:48 felipelalli /r/oBitcoin FAQ - Novatos por favor leiam

Bem vindo ao /oBitcoin FAQ fixada

O texto que se encontra aqui foi desenvolvido por Mtzrkov e outros em Github.com/btcbrdev/oBitcoin e está em domínio público para ser usado livremente por qualquer um.

O que é bitcoin?

Bitcoin (BTC ou XBT) é o primeiro e mais importante dinheiro eletrônico sem autoridade central, baseado numa tecnologia open-source inédita chamada Blockchain, que foi desenvolvida por Satoshi Nakamoto em janeiro de 2009. Essa tecnologia permite a criação de um "banco de dados" confiável P2P (ponto-a-ponto), o que abre caminho para muitos tipos de inovação, sendo uma delas o próprio bitcoin e outras como contratos descentralizados, por exemplo.
Nota: normalmente emprega-se "Bitcoin" em maiúsculo para se referir ao protocolo (baseado na tecnologia Blockchain) e em minúsculo "bitcoin" para se referir a uma unidade da moeda.
O Bitcoin, além de um bem digital, pode ser considerado também um sistema de pagamento, totalmente independente de qualquer sistema já existente, como cartões de crédito, Paypal, bancos e outros. Sua capacidade atual estimada é de 7 transações por segundo, mas essa capacidade pode ser aumentada com o passar do tempo se houver necessidade. Por ser puramente digital e distribuído, o Bitcoin funciona 24/7 e tem alcance mundial, além de ter locais especializados de troca pela moeda local (chamados exchange) nas principais cidades do mundo.
A segurança da rede do Bitcoin, ou seja, o que garante que não existirá um chamado "gasto duplo" do mesmo dinheiro, é o consenso da rede P2P feito pela validação das transações por parte dos mineradores. Para que um minerador consiga incluir um bloco válido na rede, ele precisa utilizar um grande poder computacional. O processo de mineração consiste na realização de cálculos matemáticos para a seleção de quais transações válidas serão incluídas no próximo novo bloco do Blockchain, excluindo aquelas que tiveram uma tentativa de "gasto duplo" naquele período. Cada nó da rede, além dos mineradores, também é capaz de verificar a validade das transações incluídas no bloco. É nesse processo também que aparecem os "bitcoins ainda não descobertos". A distribuição dos bitcoins é feita de forma previsível, tendo uma queda de recompensa pela metade de 4 em 4 anos. Serão encontrados no máximo 21 milhões de unidades da moeda.

Quanto vale um bitcoin?

O preço de mercado de um bitcoin é determinado através da lei da oferta e da procura, portanto estando sujeito a variações de preço por causa de acontecimentos políticos e econômicos (como desvalorização e inflação de moedas estatais, conflitos, maior demanda por Bitcoin etc).
Assim como nas moedas estatais, o preço do bitcoin varia e pode ser diferente dependendo do lugar em que for negociado.
Se você for comprar dólares no Brasil, você terá que procurar uma casa de câmbio que poderá ter a cotação de R$ 3,00 por dólar, por exemplo. Caso vá a outra casa de câmbio, você poderá notar que o preço poderá ser ligeiramente diferente, além das taxas também variarem. Com o Bitcoin não é diferente. Essa variação entre as exchanges (nome comumente usado para se refererir aos locais de compra e venda de bitcoin) são equilibradas pelo mercado através de operações de arbitragem (comprar num lugar mais barato e vender num mais caro).
Para se ter uma ideia do preço médio do bitcoin, você pode dar uma olhada em sites como os que seguem:
Para um gráfico do preço ao longo do tempo, acesse:

Volatilidade

Por ser uma moeda ainda muito recente (inventada em jan/2009) e ainda não muito utilizada, seu preço de mercado ainda é muito volátil. Isso faz do bitcoin um investimento de risco atualmente. O preço tende a ficar mais estável ao longo do tempo, quando o mercado puder definir com mais exatidão seu "preço real". As oscilações também tendem a diminuir conforme o seu market cap (quantidade de moedas x preço) aumentar. Hoje (2015) o market cap do bitcoin é de US$ 3 bi, o que pode ser considerado pouco se comparado ao valor de algumas empresas como a Dell (US$ 24 bi) ou ainda de outras commodities como o ouro (US$ 2.600 bi).
Para um gráfico da volatidade ao longo do tempo, acesse:

Como obter bitcoins?

O bitcoin é um bem digital e assim como outros bens, pode ser adquirido de diversas formas:

1. Negociação direta (P2P / pessoa a pessoa)

Uma das maneiras mais baratas de se negociar bitcoins, porque não tem taxas, é comprando diretamente de outras pessoas que já possuem a moeda. As duas partes chegam a um acordo de preço e a troca é feita. Geralmente quem tem menos reputação entrega o bitcoin ou a moeda local primeiro.
Por ser uma maneira relativamente arriscada, pois não há um mediador para casos de descumprimento de uma das partes, a reputação de alguém deve ser muito considerada. Exemplo: prefira negociar com alguém do seu círculo de amizades (rede de confiança), alguém que você confie muito como familiares e amigos, ou por uma indicação (amigo de amigo). Se a outra parte tem uma reputação duvidosa, prefira negociar aos poucos (divida os valores em várias partes menores e vá trocando aos poucos).
Algumas ferramentas auxiliam nesse processo de reputação e rede de confiança, sendo elas:

2. Negociação indireta (com intermediário)

Outra forma de se negociar bitcoins (e essa provavelmente é a maneira mais conveniente, embora não seja a mais barata) é utilizando um intermediário que viabilize a compra e venda de bitcoins entre pessoas interessadas. Esses intermediários são as "corretoras" ou "bolsas" de bitcoins (mais conhecidas por exchanges).
Essas corretoras fornecem um serviço de intermediação entre compradores e vendedores de bitcoin, cobrando uma taxa para tal. Por causa disso o bitcoin nas corretoras tem um preço final um pouco mais alto do que se fosse comprar de outras maneiras, mas devido ao altíssimo volume, uma operação pode ser realizada instantaneamente.
Além de usar exchanges, você também pode encontrar um intermediário na relação P2P, tornando-a mais segura. Exemplo: um amigo em comum, que pode levar uma comissão previamente combinada para intermediar as duas partes.
Você pode conferir uma lista de corretoras no ExchangeWar. Algumas das principais corretoras brasileiras são:

Onde gastar bitcoins?

Hoje é virtualmente possível gastar os bitcoins em qualquer lugar, usando algum intermediário para trocá-los imediatamente sob demanda por alguma moeda local, como numa exchange ou com serviços como Neteller, Xapo ou Gyft.
Alguns locais porém já aceitam a moeda digital diretamente, como é o caso da Microsoft, Dell e Overstock, além de inúmeras outras ao redor do mundo.
Confira uma lista com mais de 100 mil lugares que já aceitam diretamente o bitcoin em SpendBitcoins ou no CoinMap.
Segue algumas listas de locais que aceitam bitcoin no Brasil:

Como minerar bitcoins?

Para minerar bitcoins você precisa executar um software em um computador especializado (ASIC) que possa realizar uma grande quantidade de operações matemáticas demandada pelo sistema de consenso P2P do bitcoin.
Logo após a criação do Bitcoin em 2009, era possível e rentável minerar bitcoins utilizando o processamento de computadores pessoais (através de simples processadores e placas de vídeo), mas com o tempo essa atividade deixou de ser rentável e tornou-se praticamente impossível para tais máquinas. Isso aconteceu pois o interesse no Bitcoin aumentou muito, trazendo assim mais pessoas para a mineração e impulsionando uma corrida por maior quantidade de processamento. Com o avanço da tecnologia e o aumento do interesse por Bitcoin, mais poder de processamento foi adicionado à rede Bitcoin e isso resultou em um aumento da dificuldade para se encontrar novos Blocos.
Essa é uma característica do protocolo Bitcoin: quanto maior o poder de processamento da rede, maior a dificuldade para se minerar bitcoins - ou seja, maior a dificuldade para se descobrir novos Blocos. Um bloco é um arquivo que possui uma identificação (data, hora e informações genéricas) e um registro das transações (movimentação de bitcoins entre endereços) mais recentes. Resumidamente, os mineradores são uma forma de manter a rede Bitcoin segura e operante, algo que demanda muito poder de processamento (o que torna inviável o uso computadores de propósito geral para tal fim) e que, como retribuição por essa tarefa importante, gera uma recompensa em bitcoins pelo trabalho.
Todas as transações, ou seja, as movimentações em bitcoins realizadas entre endereços (carteiras), são anônimas pois se caracterizam como uma transferência de fundos de um endereço Bitcoin para outro, que, embora tenham relação indireta com pessoas reais, não possuem uma relação direta. Ou seja, não é possível dizer com absoluta certeza que determinada pessoa é detentora de um endereço a menos que ela diga isso em algum lugar - o que torna o Bitcoin algo pseudônimo, não anônimo (você é anônimo apenas se quiser e tiver conhecimentos para tal). Todas as transações da história da rede Bitcoin são públicas e podem ser conferidas em sites como o Blockchain Info.
Então...é impossível minerar hoje em dia num PC comum ou notebook? Sim, mas não é lucrativo. Para isso existem os ASICs (Circuitos Integrados de Aplicação Específica, em inglês Application Specific Integrated Circuits), hardwares específicos para mineração. Há uma lista na Bitcoin Wiki, em inglês, onde estão listados todos os ASICs disponíveis no mercado e também placas gráficas e processadores. É importante notar que embora seja possível minerar bitcoins, não é algo recomendado aos brasileiros, uma vez que o equipamento é caro, importado e possui taxas de importação - além da energia elétrica brasileira, que inviabiliza totalmente o processo.
Nota: Em processo de desenvolvimento: Guardando seus bitcoins e Ganhando bitcoins.

Unidades comuns do bitcoin

Unidade Abreviação Quantidade em bitcoin Uso Nome alternativo
Bitcoin BTC 1,00000000 Unidade básica, usada no client padrão. XBT
millibit mBTC 0,00100000 Padrão em diversos serviços. -
bit μBTC 0,00000100 Possível novo padrão a ser adotado. microbit
Satoshi - 0.00000001 Frequentemente usado para negociar altcoins, menor unidade possível. -

Comunidade brasileira

submitted by felipelalli to oBitcoin [link] [comments]


Excel - Somar ou Contar Valores em Intervalos de Datas ... USANDO GOOGLE EARTH DATA DAS IMAGENS - YouTube Consulta entre Periodo de Datas no Excel - YouTube Procurando Datas no Excel com PROCV - YouTube Encontrar, Centro, Vértices y Focos de una Elipse ... DAX - Somatório em um contexto específico, no Power BI ... Como Calcular a Quantidade de Dias Entre Duas Datas ... Consulta pelo nome completo, descubra os dados ... - YouTube EXCEL:PLANILHA AVISA QUANDO PRAZO ESTÁ PRÓXIMO DO ... COMO ENCONTRAR PROGRAM DATA EN PC WINDOWS 10 ESPAÑOL - YouTube

Como visualizar versões antigas de sites e encontrar ...

  1. Excel - Somar ou Contar Valores em Intervalos de Datas ...
  2. USANDO GOOGLE EARTH DATA DAS IMAGENS - YouTube
  3. Consulta entre Periodo de Datas no Excel - YouTube
  4. Procurando Datas no Excel com PROCV - YouTube
  5. Encontrar, Centro, Vértices y Focos de una Elipse ...
  6. DAX - Somatório em um contexto específico, no Power BI ...
  7. Como Calcular a Quantidade de Dias Entre Duas Datas ...
  8. Consulta pelo nome completo, descubra os dados ... - YouTube
  9. EXCEL:PLANILHA AVISA QUANDO PRAZO ESTÁ PRÓXIMO DO ...
  10. COMO ENCONTRAR PROGRAM DATA EN PC WINDOWS 10 ESPAÑOL - YouTube

Função se com Data e Horas - Excel contato 1399125-2264 Consulta pelo nome completo SE INSCREVAM NO CANAL VALEU Faala Cientista! Tudo bem com você? Dando continuidade na nossa série de videoaulas sobre DAX e suas aplicações na vida real, hoje falaremos sobre como somar... Funções SOMASES e CONT.SES no Excel a partir de critérios ou correspondências, utilizando maior e menor. Somases com intervalo de datas. Link para download d... Link Curso Completo: https://www.jhonnylopes.com.br/cursooficial Link Aula Anterior Formatação: https://www.youtube.com/watch?v=I43fczx0jcM Você está com pro... un corto video para aprender donde ubicar la carpeta de program data que muchos de nosotros no encontramos asi que les he traido este video dudas y sugerenci... Reduzca la ecuación dada de la forma canónica de una elipse y determine coordenadas del centro, vértices y focos. 4x^2+9y^2+32x-18y+37=0 Neste vídeo vou te ensinar algumas coisa sobre datas no Excel 2013. São coisas bem básicas como por exemplo, o uso da função hoje no Excel, a quantidade de... http://excelmais.com.br/inscreva-se-agora Para Baixar o Arquivo Excel Solicitado, basta clicar no Link acima e seguir as instruções! http://ExcelMais.com.br ... aprenda a saber a data das imagens de satelite disponiveis no google earth.